Cabo Porto desvenda suposto sequestro de criança, em Jacaraípe

A brincadeira de mau gosto poderia ter resultado em tragédia. Cabo Porto promove encontro entre mãe e casal de idosos e resolvem situação

Na manhã desta segunda-feira (23), a falsa tentativa de sequestro no bairro Estância Monazítica, foi solucionado. A jovem Luciana Aranzêdo, 23 anos, moradora da Grande Jacaraipe, informou na última quinta-feira (21), por meio das redes sociais, que o filho dela havia sido vítima de um quase sequestro, mas tudo não passava de uma brincadeira de mau gosto. A publicação teve muita repercussão nas mídias sociais e acabou sendo acompanhada por Cabo Porto que desvendou o caso.

O Sr. Mauro e Dona Bety, são moradores do bairro e ex-comerciantes, eles eram proprietários do Quiosque do Mauro, na orla de Jacaraipe. Segundo Luciana, o casal de idosos estava andando pela rua, quando se depararam com ela. Dona Bety pediu para olhar a criança e estava cumprimentando a mãe porque ela era muito bonita. Então, Dona Bety levou o bebê para próximo do Sr. Mauro que disse que iria sequestrar a criança, mas isso era uma brincadeira. Luciana se desesperou e arrancou a criança dos braços da Senhora e saiu correndo, sem dar a chance de Dona Bety desfazer o mal-entendido.

Mesmo tendo sido um boato, a postura da jovem foi louvável, pois mostra a preocupação da mesma com o coletivo. “Alertar a população por meio das redes é importante, pois os pais devem ficar sempre alertas quanto a atividades suspeitas”, elogia Cabo Porto.

Cabo Porto encontrou o casal de idosos e promoveu o encontro com a mãe do bebê. “Começamos a levantar algumas informações e por meio das redes acabamos encontrando o casal de idosos, que eram comerciantes, donos de quiosque e fizemos o encontro", informou. Assim, o Senhor Mauro pediu desculpas pela brincadeira de mau gosto. “Perdão pela brincadeira, sei que não foi de bom tom”, se desculpou o idoso.

“Estava preocupada com a repercussão que isso poderia ter. Algo pior poderia ter acontecido conosco, caso isso não tivesse sido solucionado, pois não tivemos tempo de desfazer o mal-entendido”, afirma Dona Bety.

Cabo Porto também alerta que espalhar boatos é muito perigoso e pode causar grandes problemas. “Sabemos que vivemos sempre alertas para situações em que envolvam nossos filhos, mas peço cautela antes de divulgar supostos crimes, mas também elogio a mãe pela ação de divulgar, pois somente assim outras famílias ficam em alertas”, conclui. 

Tecnologia do Blogger.