Câncer tem cura. Previna-se

Doação de sangue: servidora vence o medo para salvar vidas

Fobia é algo que a medicina explica, embora muitas pessoas não compreendam como alguém pode apresentar sintomas psicológicos, e até físicos, diante do medo. Pois a servidora pública Angelita Neres da Silva venceu o suor gelado e o tremor nas mãos e doou sangue pela primeira vez. A servidora aproveitou que nessa segunda-feira (20) o ônibus do Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) estava ali pertinho, ao lado da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), onde ela trabalha, para cumprir o compromisso que ela assumiu na virada do ano.

“Há muito tempo venho ensaiando fazer essa doação. Já planejei ir ao Hemoes num sábado, mas não cheguei nem a sair de casa. Todo ano falo que vou doar, mas nunca acontece. Na virada do ano eu prometi que doaria e já estava terminando fevereiro e eu ainda não tinha doado. Eu penso que uma pessoa saudável não pode ter medo de uma agulhinha. A gente não sabe do nosso futuro. Tem tanta gente precisando de sangue”, comenta a servidora pública.

Outra servidora que aproveitou para doar foi Letícia Hülle Rocha, 31 anos. “A gente vê aquela bolsinha de sangue e pensa que são vidas que estão sendo salvas. Esse é o único e exclusivo motivo da doação de sangue. Eu me sinto bem em poder ajudar”, disse ao sair do ônibus.

O fato de a unidade de coleta do Hemoes estar tão perto foi um facilitador para a Angelita e para a Letícia, assim como para muitas pessoas. A diretora do Hemoes, Sibia Marcondes, ressalta que é esse mesmo o objetivo das unidades móveis do hemocentro estadual. Ela lembra que, na última semana, um novo ônibus do Hemoes começou a circular e agora são dois para ajudar a reforçar a coleta de sangue. 

Programação continua

Nestes dias que antecedem o feriado de Carnaval, o ônibus do Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) tem circulado por Vitória. A próxima parada do veículo será nesta quarta-feira (22), das 8 às 14 horas – com cadastramento de doadores até as 12h30 –, no Prodest, no bairro Praia do Suá.

Quem ainda não doou sangue e quiser ajudar também pode optar por ir a uma das cinco unidades do Hemoes, localizadas em Vitória, Serra, Colatina, Linhares e São Mateus – confira o endereço e o horário de funcionamento abaixo.

Como agendar

Cada ônibus tem capacidade para realizar até 100 coletas por dia. Para solicitar a presença das unidades móveis em um bairro ou município, basta fazer contato pelo e-mail hemoes@saude.es.gov.br. Segundo a diretora do Hemoes, por enquanto, os ônibus estão circulando somente nos municípios que não têm casos notificados de febre amarela e nas cidades onde não está sendo realizada a vacinação cautelar. Isso porque, nessas localidades, o número de pessoas aptas a doar ainda é muito pequeno. “Depois que toda a população desses municípios estiver imunizada e depois de 30 dias da última vacinação é que poderemos pensar numa ação em massa nessas localidades”, explicou a diretora do Hemoes, Sibia Marcondes.

Mobilização

Diante da necessidade de sangue para realizar procedimentos cirúrgicos e garantir o tratamento dos pacientes que precisam de transfusão sanguínea, a direção do Hospital Estadual Dório Silva, na Serra, recorreu ao Conselho Municipal de Saúde para mobilizar a população. E a iniciativa deu certo. Só nessa segunda-feira (20), 42 pessoas compareceram à unidade do Hemoes anexa ao hospital. “O pessoal se engajou. Todo o dia tem vindo gente doar”, disse o diretor técnico do hospital, Ronaldo Thomazini.

Quem pode doar

Para doar sangue é preciso ter de 16 a 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ser feita obrigatoriamente até os 60 anos. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização de um responsável legal.

Quem tomou a primeira dose de vacina contra a febre amarela ou a dose de reforço – que é aplicada após dez anos da primeira – deve aguardar o prazo de 30 dias para doar sangue.
Vale lembrar que os doadores frequentes, sejam homens ou mulheres, não podem deixar de obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra, que deve ser de dois em dois meses para homens e de três em três meses para mulheres.

O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Em seguida, passará por triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto para doar sangue. Caso o voluntário tenha almoçado, é necessário aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Confira onde doar sangue

 - Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes)
Tel. 3636-7900/7920/7921- Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. Funciona de segunda-feira a sexta das 07 às 19h, e sábado, das 7h às 13h.

  - Unidade de Coleta a Distância da Serra
Tel. 3218-9429/ 3218-9242. Avenida Eudes Scherrer Souza, s/n (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). Funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 07h às 16h.

 - Hemocentro de Linhares
Tel. (27) 3264-6000/ 3264-6019 - Avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.

 - Hemocentro Regional de Colatina
Tel. (27) 3717-2801 - Rua Cassiano Castelo, s/n, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.

  - Hemocentro Regional de São Mateus
Tel. (27) 3767-7957 - Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.
Tecnologia do Blogger.