Câncer tem cura. Previna-se

Programação de Carnaval em Aracruz é cancelada


Na noite desta segunda-feira (20), o prefeito Jones Cavaglieri anunciou que a programação do Carnaval de Aracruz, assim como de várias cidades, também foi cancelada. Ele disse que a maior preocupação é a segurança de quem mora e de quem visitaria o município. Disse também que teve uma reunião com o Comandante do 5º Batalhão, Major Porto e a diante de todas as manifestações que estão ocorrendo e pelo número muito reduzido de policiais, não seria viável fazer os eventos.

“Estava tudo pronto programado para anunciar os shows e eventos. Hoje confirmaríamos nossa programação. E agora a tarde tivemos a resposta do Comandante e do Governo que não teríamos um reforço no policiamento. Mas, nós tínhamos que ter certeza de que os moradores e quem visita a nossa cidade estaria seguro. Lamentamos o fato de não poder realizar o carnaval,” informou Jones Cavaglieri.

O prefeito garantiu que ao longo do ano irá realizar outros eventos para fomentar e para equilibrar o comércio, já que muitos comerciantes estavam se preparando para o evento, a fim de levantar as finanças. “Vamos fazer durante o ano outros eventos para que nossos comerciantes possam se restabelecer. Quero me dirigir aos comerciantes, principalmente os da orla e dizer que durante o ano vamos compensar com outros eventos, a fim de fomentar o nosso comércio”, garantiu o prefeito.


Confira na íntegra a nota da Prefeitura:

“A Prefeitura de Aracruz informa que não realizará a programação festiva do carnaval de Aracruz 2017 em virtude do difícil momento que o município está passando pela falta de segurança, já que apenas parte da Polícia Militar está nas ruas; o Governo do Estado também não enviará reforço policial para realização do evento.


Em reunião com o Comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, Major Porto e a Câmara de Vereadores, os presentes concluíram não restar alternativa a não ser o cancelamento da programação prevista para o carnaval da cidade. A Prefeitura pede a compreensão de todos e afirma que a decisão é a mais prudente diante da situação ainda vivida no Estado do Espírito Santo”.
Tecnologia do Blogger.