Câncer tem cura. Previna-se

Governo inaugura praça esportiva em Laranja da Terra, na quinta (06)

Os moradores de Laranja da Terra, na Região Serrana, têm muitas razões para comemorar. Na próxima quinta-feira (06), a partir das 16 horas, será inaugurada a Praça Esportiva do distrito de São Luiz de Miranda.
A Praça conta com academia para musculação e ginástica, pista de caminhada, campo de areia com alambrado e arquibancada, deque de madeira com cadeiras e mesas para jogos de tabuleiro (xadrez e dama), parque infantil com piso emborrachado e banheiro.
Para o secretário de Esportes e Lazer, Max da Mata, a praça esportiva e o Campeões de Futuro levam ainda mais qualidade de vida para a população de Laranja da Terra. “Com a praça esportiva, a comunidade do distrito de São Luiz Miranda e também do entorno terá a oportunidade de desfrutar de um novo espaço de lazer e de exercícios físicos de maneira gratuita. Além disso, com o reinício das atividades esportivas do Campeões de Futuro, o município terá mais um incentivo ao esporte, levando prática esportiva para as crianças e adolescentes”, concluiu o secretário.
No evento também serão entregues os novos materiais e uniformes para as crianças atendidas no Campeões de Futuro. Só em Laranja da Terra, o projeto atende mais de 400 crianças e adolescentes oferecendo aulas de futebol, futsal e voleibol.
Praça Esportiva
O projeto visa proporcionar saúde por meio da prática esportiva de forma gratuita para a população e consiste em duas categorias: Adequação e Construção. Na primeira, o objetivo é readequar praças já existentes fazendo a instalação de estrutura adequada para a realização de atividades físicas. Na segunda categoria, o projeto visa à construção de novas praças também adequadas para a prática de exercícios. Ao todo, são 17 equipamentos com carga (peso) indicada para utilização de crianças, adolescentes, adultos, terceira idade e pessoas com mobilidade reduzida.
Campeões de Futuro
O Projeto Campeões de Futuro oferece esporte gratuito para crianças e adolescentes capixabas de 6 a 17 anos, em todos os 78 municípios do Estado. O objetivo é oportunizar aos alunos a prática esportiva aliada à educação, criando um colchão social para afastá-los do risco social como o envolvimento com a criminalidade, o consumo de drogas e álcool ou a prostituição infantil. 
O projeto foi criado em 2006 e segue em fase de multiplicação. Em médio e longo prazo, a meta do Governo do Estado é inserir 100% das crianças e dos adolescentes capixabas no programa. Por isso, os núcleos implantados estão em constante avaliação para que novos núcleos sejam cedidos e desenvolvidos pelos municípios capixabas.
Tecnologia do Blogger.