Câncer tem cura. Previna-se

Policiais civis prendem suspeito de vender drogas pela internet

A equipe da Delegacia Especializada em Tóxicos e Entorpecentes (Deten) prendeu, na tarde dessa quarta-feira (29), R.B.F., de 24 anos, apontado com suspeito de vender diversos tipos de drogas pelas internet. O rapaz foi preso em flagrante, na casa da mãe, no bairro de Lourdes, em Vitória. No momento da abordagem, R.B.F. estava com alguns comprimidos de ecstasy.
 “As investigações começaram após recebermos uma denúncia anônima informando que o suspeito vendia os entorpecentes. Após a abordagem, os policiais seguiram até a residência dele, no bairro Jardim Camburi, onde encontraram diversos tipos de droga”, conforme informou o titular da Deten, delegado João Paulo Pinto.
Na casa de R.B.F. foi apreendido quatro embalagens do entorpecente conhecido por skank, pesando, aproximadamente, 1,098 kg, além de uma porção de 332 gramas e uma bucha da mesma droga; dois tabletes de maconha de 832 gramas e uma bucha de maconha; 12 peças de haxixe pesando aproximadamente 4, 284 quilos, além de três peças de haxixe marroquino  de 324 gramas e dois papelotes da mesma droga; 45 pacotes de MD GEL e mais um pacote grande contento várias drogas MD GEL; um pacote de crack de cinco gramas, 17 comprimidos de excatsy; várias sacolas sacolinhas com balas; material para embalar as drogas; três balanças de precisão; uma  máquina para embalar a vácuo e outra de cartão de crédito; cadernos com anotações sobre a venda dos entorpecentes, vários celulares e dois depósitos bancários nos valores de R$ 6 mil e  R$ 2.350,00.
Durante o depoimento, R.B.F. afirmou que comprava a droga na Irlanda. “Segundo o detido, ele disse que, inicialmente, fez uma compra pequena para ver se a droga chegaria. Como ele viu que a mercadoria veio normalmente pelos Correios, ele decidiu aumentar as compras. A última compra dele foi de um quilo de Skank. Vamos investigar para ver se essas informações procedem”, afirmou o delegado.
Ainda na residência do detido, os policiais apreenderam 283 frascos vazios utilizados para armazenar lança-perfume, três frascos cheios de Lança-Perfumes, seis vidros grandes de Éter, três seringas, 58 frascos de spray de combustível para isqueiro.   “Ele comprava esses vidros na Argentina, onde a comercialização é lícita, e trazia para o Brasil. Na casa dele, ele produzia os vidros de lança-perfume com éter, essência e o gás utilizado em isqueiros. Ele disse que aqui no país, como poucas pessoas sabem fazer o lança-perfume, ele conseguia vender cada vidro por R$ 150,00. Constatamos que ele tinha uma clientela específica, devido aos valores pelos quais ele revendia as drogas”, disse João Paulo Pinto.
R.B.F. foi autuado, em flagrante, pela prática de tráfico de drogas e por utilizar maquinário para produção dos entorpecentes. “As penas são aumentadas, pois o suspeito vendia as drogas para diversos Estados do país. As investigações continuam para saber se outras pessoas também estão envolvidas nesse crime”, concluiu o delegado.
Após ser ouvido, o detido foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).
Tecnologia do Blogger.