Câncer tem cura. Previna-se

Coral da Polícia Civil fará apresentação em Cariacica


O Coral Domingos Martins da Polícia Civil irá se apresentar, nesta quinta-feira (27), na Obra Social Cristo Rei, no município de Cariacica. O local abriga 98 crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos.
A iniciativa faz parte do projeto “Encantando Corações”, uma ação da Divisão de Promoção Social (DPS) da Polícia Civil, que visa proporcionar o bem-estar de crianças, idosos e enfermos.  Segundo a coordenadora do Coral, Maria Teresa Régis Borges, o projeto foi inspirado no grupo Cantareiros. “Nossa ideia é ofertar mais do que segurança para a população. É incentivar o sentimento de solidariedade em nossos policiais e levar um pouco de alegria e conforto para essas pessoas, na tentativa de diminuir o sofrimento delas”, destacou.
Além da apresentação, o Coral também levará mantimentos para os abrigados, que podem ser doados pela população e entregues no setor de Protocolo da Polícia Civil ou na Divisão de Promoção Social (DPS) até quarta-feira (26). Os alimentos necessários são: Arroz, feijão, açúcar, leite, achocolatado em pó,       etc.

Coral
Há quase 11 anos, o Coral Domingos Martins vem enaltecendo a Polícia Civil com as suas belas apresentações, trazendo para o policial uma vivência musical e de desenvolvimento pessoal e cultural, proporcionando aos integrantes, relaxamento, sensação de bem-estar, motivação, integração, concentração, alegria, bom humor e realização pessoal.


Criado oficialmente em 2007, pela Instrução de Serviço nº 53 de 07.03.2007, o Coral é coordenado pela Divisão de Promoção Social (DPS) da Polícia Civil e tem como objetivo se tornar uma referência na área cultural, musical e no desenvolvimento das relações interpessoais dentro e fora da instituição e visa ao bem-estar de seus membros por meio da música.
 Atualmente, o Coral está sob a regência do Maestro Alessandro Santana, que também é cantor lírico e integrante como professor e cantor no coro sinfônico da Faculdade de Música do Espírito Santo "Maurício de Oliveira" (Fames). Os ensaios acontecem às terças-feiras, das 9h30 às 10h30, no auditório Eduardo Ponzo Peres, na Chefatura da Polícia Civil, em Vitória. Podem participar do Coral, policiais civis da ativa e aposentados, bem como parentes diretos do policial, como pai, mãe, filhos, cônjuge e servidores de outros órgãos públicos mediante ciência da Divisão de Promoção Social (DPS). Os outros casos de ingresso de coralistas serão analisados pela coordenação do Coral.
Tecnologia do Blogger.