Câncer tem cura. Previna-se

Inscrições abertas para Concurso de Desenho e Poema do Balanço Social do Incaper


O Balanço Social do Incaper já está sendo elaborado. E a edição deste ano traz uma novidade: além do concurso de desenho, realizado entre as escolas rurais do Espírito Santo, haverá também um concurso de poema. As inscrições já estão abertas.
O Concurso de Desenho e Poema do Balanço Social do Incaper é promovido pelo Instituto Capixaba de Pesquisa Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), e traz como tema “Os caminhos da água”. Em tempos de estiagem, o assunto revela-se bastante pertinente, e pretende despertar nos participantes noções de consciência, preservação e desenvolvimento de estratégias de convivência com a seca. “A maioria das tecnologias noticiadas no Balanço Social evocam o tema seca. A crise hídrica foi tema marcante em 2016, afetou o Espírito Santo, afetou a produção, as ações do Incaper...”, disse Vanessa Alves Justino Borges, coordenadora do Balanço Social do Incaper.
Tanto os desenhos quanto os poemas inscrições deverão se propor a responder a alguns questionamentos: De onde vem a água que consumimos? Como utilizamos a água que nos é disponibilizada? Como cuidar dos recursos hídricos? O objetivo do Concurso é justamente divulgar a importância do trabalho do Incaper para a sociedade capixaba, além de estimular os estudantes a expressarem suas vivências e conhecimentos adquiridos sobre o tema por meio da elaboração de desenhos e poemas.
Podem participar estudantes do Ensino Fundamental II (na Categoria Desenho) e do Ensino Médio (na Categoria Poema), regularmente matriculados em instituições de ensino que tenham sido contempladas pelo Projeto Sementes do Conhecimento do Incaper. A listagem com as instituições aptas se inscrever no concurso, bem como as regras de participação e outras informações podem ser obtidas no Regulamento.
“Sempre tentamos fazer com que o Balanço Social se aproxime do público. O Concurso é uma forma de garantir isso, pois as pessoas participam da construção deste documento. Em função do Concurso, o Incaper acaba virando pauta de discussões técnicas importantes: Os técnicos se mobilizam e se articulam sobre o tema, as escolas direcionam o assunto dentro das atividades acadêmicas, professores e estudantes levam o tema para ambientes extraclasse, e todos os assuntos relacionados à agricultura no município giram em torno do tema proposto pelo Incaper”, acrescentou Luciano Oliveira, chefe do Departamento de Planejamento e Captação de Recursos (DPC) do Incaper.
“O Concurso Desenho do ano passado foi um sucesso. Nós vimos como o Concurso mexeu com as escolas, com os alunos participantes. Por isso, resolvemos aumentar as possibilidades e, além dos desenhos, lançamos este ano o Concurso de Poesia. A iniciativa ajuda a aproximar os escritórios do Incaper e a comunidade”, pontuou Mauro Rossoni Junior, diretor-técnico do Incaper.
“O Balanço Social é uma ferramenta que apresenta os resultados do Incaper, permitindo à sociedade o diálogo, a transparência e o reconhecimento das ações institucionais. É um documento que reafirma a importância do trabalho do Incaper no campo, pois traz os resultado das tecnologias aplicadas pelos produtores de base familiar de todo o Espírito Santo”, disse Marcelo Suzart de Almeida, diretor-presidente do Instituto.
Sobre o Balanço Social
Por meio do Balanço Social, é possível tornar públicos os compromissos e intenções do Incaper, visando à transparência de suas ações no exercício da responsabilidade social corporativa, com informações qualitativas e quantitativas. Não basta receber investimentos, é preciso trabalhar para que esses recursos sejam devidamente revertidos para a sociedade, de forma a produzir mais e melhor, garantindo ganhos de ordem social, econômica e ambiental. O documento, além de confirmar a eficiência do trabalho institucional realizado, demonstra também a consolidação da agropecuária como importante catalisadora para o crescimento do Estado. E a presença do Incaper em todos os municípios capixabas, somada aos resultados apresentados, comprova que hoje, no Espírito Santo, a distribuição dos frutos do progresso é feita de maneira a reduzir as desigualdades sociais e a promover o crescimento regional equilibrado e constante.
Tecnologia do Blogger.