Mais cortes nos gastos da Assembleia Legislativa


O Presidente da Casa, Erick Musso (PMDB), que vai completar 100 dias de gestão em maio está fazendo alguns cortes nos gastos da Assembleia Legislativa. Somando os valores, a economia pode chegar a R$ 3 milhões. "Nós já tivemos cortes importantes nesses 100 dias de gestão, que se dará no dia 12 de maio. Fizemos cortes de 50% nas funções gratificadas, o que gerou uma economia de R$ 2 milhões por ano. Criamos um Comitê Gestor de Controle e Eficiência do gasto público, que está realinhando e reavaliando todos os contratos. Reduzimos o contrato o contrato do Painel Eletrônico, reduzimos o contrato da manutenção dos computadores e agora estamos partindo para outras ações importantes", informa.

Erick informa que isso é a representação de uma nova política, em face a realidade de nosso país e do estado. "Isso representa além de uma política de austeridade, no momento de crise, no momento de dificuldades que passa o país, também representa uma gestão transparente, moderna e eficiente, com tudo aquilo que está de acordo com o anseio da sociedade brasileira e capixaba. Então isso representa um novo momento, uma nova forma de gestão pública, nós estamos trabalhando com esse foco", diz.   

O Presidente também menciona que, ao longo do ano haverão novos cortes. "Temos previsão sim de novos cortes. Estamos trabalhando duramente e com muita determinação juntamente com o Comitê Gestor de Controle e Eficiência do Gasto Público, para que possamos enxugar tudo aquilo que pudermos, do ponto de vista econômico e financeiro".

Ele também informa que com isso a Casa terá que se ajustar a uma nova realidade. "A Casa vai se adequando. Quero deixar muito claro aqui, com muita tranquilidade e com muita verdade, que estamos fazendo economia, sem perder a nossa qualidade do serviço prestado a população capixaba. É fazer mais com menos, com mais eficiência e mais qualidade. É saber empregar corretamente o dinheiro público, para que a Assembleia Legislativa, seja uma ferramenta  importante no desenvolvimento da geração de emprego, da geração de renda e que possa ser uma ferramenta importante para melhorar a vida de toda a população capixaba", finaliza.
Tecnologia do Blogger.