Aracruz pode ter Presídio de Segurança Máxima


A notícia de que o município de Aracruz pode receber um presídio de segurança máxima do Governo Federal surpreendeu moradores e foi o principal tema da sessão ordinária dessa segunda-feira (29) na Câmara Municipal de Aracruz. Os vereadores que fizeram pronunciamento sobre o caso se apresentaram contrários à construção. Há cerca de 20 dias, representantes do Ministério da Justiça visitaram a área que pertence à União e está localizada no entroncamento da BR-101 com a ES-12, a 19 km da sede de Aracruz e a 2 km do distrito de Guaraná.

Durante a sessão, o vereador Ronivaldo Garcia Cravo (PRP) foi o primeiro a se pronunciar a respeito.  “Eu fui pego de surpresa. Quero destacar que a comunidade de Guaraná, a qual eu represento, não é favor. E eles podem contar com esse vereador aqui”, afirmou o vereador. O presidente da Câmara, vereador Alcântaro Filho (Rede) conversou com o prefeito Jones Cavaglieri (SD) a respeito do tema. O prefeito confirmou a vinda da comissão do Ministério da Justiça.

“No primeiro momento, sou contrário à construção do presidio, pois nós devemos estudar esse tema melhor e ouvir a população. Afinal, eu não vi o Governo Federal ser tão proativo assim para trazer uma escola ou para trazer um hospital federal e dar suporte ao nosso Hospital São Camilo. Podem ter certeza que a Casa de Leis vai se colocar em um papel de protagonismo e liderança nos debates”, garantiu o presidente da Câmara Municipal.

A vereadora Dileuza (PSB) também declarou ser contrária à construção. O vereador Alexandre Manhães (PMDB) disse que recebeu inúmeras manifestações populares e que vai lutar com todas as suas energias para impedir a chegada do presídio. Os vereadores Fábio Netto (PCdoB), Lula (PRTB), Marcelo Nena (PSL), Bibi Rossato (PSL) e Carlito Candin (PRP) também discursaram contra o projeto de construção do presídio do Governo Federal.
Tecnologia do Blogger.