Câncer tem cura. Previna-se

Festa do Socol: tradição italiana em Venda Nova do Imigrante

O fim de semana na Região Turística das Montanhas Capixabas terá a animação das tradições italianas. No sábado (06) e no domingo (07) acontece a 17ª Festa do Socol, na Comunidade de Alto Bananeiras, em Venda Nova do Imigrante.
No cardápio, muita polentinha com molho, porção de linguiça, queijo e polenta frita, vinho, e claro, socol - tradicional embutido de carne suína, de origem italiana. A programação do sábado (06) é noturna, e conta com show da banda Gang Brasil. Já no domingo (07), a programação começa cedo com missa, almoço, leilões e shows.
A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) apoia a realização de eventos no Espírito Santo, proporcionando ao capixaba a valorizar a cultura local.
Palpite da Sorte
E que tal levar uma linguiça caseira gigante para casa? Todo ano durante a Festa do Socol é realizado um concurso, no qual os participantes têm que acertar o tamanho da linguiça, que é preparada especialmente para o evento.
Os concorrentes pagam entre R$ 2 e R$ 5 por palpite. Ganha quem acertar ou se aproximar mais do tamanho real da linguiça gigante.
O socol
Socol, embutido de carne suína, feito do lombo do porco, é uma receita de origem italiana e que se mantém viva pelas famílias de Venda Nova do Imigrante. O processo de produção do socol consiste em temperar a carne, curar e armazenar de forma artesanal por meses da mesma forma que os antepassados italianos faziam.

Descubra Venda Nova do Imigrante
Conhecida como a capital nacional do agroturismo, Venda Nova do Imigrante oferece aos seus visitantes a opção de cotidiano da vida rural. As propriedades, algumas abertas a visitação, produzem queijos, licores, cachaça, socol e café. Na cidade há também lojas de agroturismo que fornecem informações sobre o segmento.
Assim como a maioria dos municípios da região serrana, Venda Nova foi colonizada por imigrantes italianos. O nome de Venda Nova surgiu porque antigamente havia uma pequena mercearia, que era chamada simplesmente de venda. Essa mercearia foi reformada e ficou conhecida como venda nova, dando nome ao local. Como a cidade foi colonizada por imigrantes, com a emancipação, em 1988, foi adotado o nome de Venda Nova do Imigrante para evitar confusão com outras localidades brasileiras de mesmo nome.
O município fica a 115 km de Vitória e o melhor acesso é via Rodovia BR 262, sentido Minas Gerais. O trajeto de carro dura cerca de duas horas. Também é possível ir de ônibus até a cidade, pois existem saídas diárias da capital. Informações sobre passagens: Rodoviária de Vitória (27) 3203-3666.
Casa da Cultura: um museu com mais de 600 peças que contam a saga da colonização italiana iniciada na cidade em 1892;
Casas coloniais - Venda Nova possui 17 casas do século XIX, feitas de estuque, assoalho de madeira, engradamento em palmito e telhado colonial. A casa dos Scabelo, construída em 1825, é a mais antiga do município.
Cachoeira do Alto Bananeira - Cachoeira com sete quedas entremeadas na Mata Atlântica. Acesso no km 106 da BR-262, mais 4,8 km de estrada.
Caxixe Frio - A paisagem do lugar é encantadora, com vista para a pedra do Forno Grande e Pedra Azul, em Domingos Martins. Esta região é a maior produtora de morango e hortaliças do Estado. Acesso no km 98,5 da BR-262.
Igreja de Pindobas - Esta foi a primeira igreja do município, e está bem conservada. Acesso pela rodovia Pedro Cola, km 8, Pindobas.
Mirante da Torre de TV – De lá pode-se ter uma visão panorâmica do Pico do Forno Grande, da Pedra Azul e de toda a cidade de Venda Nova do Imigrante. A rampa para asa delta e parapente abusa dos 1.189 metros de altura do morro. Leva ainda à Pedra do Rego, um dos pontos mais altos do município. Acesso no km 106 da BR-262, mais 6,7 km de estrada.
Morro do Filleti - Com 1.110 metros de altura, este morro também possui rampa para decolagem de asa delta e parapente. O acesso é fácil para qualquer veículo e o local é apropriado para caminhadas. Entrada no km 99,2 da BR-262, a 6 km da sede.
Pedra do Já 7 - Mirante e rampa para decolagem de asa delta e parapente. A altura é de 1.211 metros. Próprio para caminhada ecológica. Entrada no km 108 da BR-262.
Serra do Engano - Uma estrada sinuosa, com vista panorâmica, leva à cachoeira dos Barcelos e ao pico da Pedra do Garrafão, a 1.548 metros de altitude. Vale de Lavrinhas, a 2 km da sede.

Serviço:
17ª Festa do Socol
Data: sábado (06) e domingo (07)
Local: Alto BananeirasVenda Nova do Imigrante
Como chegar: saindo de Vitória pela BR 262, sentido Minas Gerais, entre à esquerda no km 106, em seguida siga em frente por mais 4,8 km de estrada de chão.

Programação:
Sábado (06)
18h – Abertura
20h – Show com Gang Brasil
01h – Encerramento

Domingo (07)
10h – Celebração
11h – Almoço e moda de viola
13h – Leilão de pequenas prendas
15h – Show com Gang Brasil
16h30 – Descoberta do tamanho da linguiça gigante
20h – Encerramento
Tecnologia do Blogger.