Solo de dança “Bom Sujeito” no Teatro Carlos Gomes

Depois de curta temporada no Sesc Glória pelo projeto Cena Local, “Bom Sujeito” sobe ao palco do Teatro Carlos Gomes nos dias 6 e 7 de maio (sábado e domingo). Resultado de uma longa pesquisa do Flamenco e do Samba e do Carnaval, o espetáculo “Bom Sujeito” passeia por uma fusão de ritmos e elementos culturais presentes nesses universos – espécies de cartões-postais da Espanha e do Brasil. A bailarina Ivna Messina, que pesquisa o Flamenco há mais de 15 anos e também faz parte do Grupo Z de Teatro, ministrará, ainda, um oficina gratuita de iniciação ao Flamenco no dia 7 de maio, das 14 às 16 horas, no mesmo local. As inscrições já foram encerradas.

Primeiro trabalho solo de Ivna, com direção de Fernando Marques, “Bom Sujeito” estreou em julho do ano passado. Ainda que tenha a dança como principal meio de expressão artística, “Bom Sujeito” não abre mão da dramaturgia, do desenho de luz, assinado por Carla van den Bergen, e da trilha sonora especialmente composta para o trabalho, dirigida por Letícia Malvares e Roberto Monteiro. O espetáculo, que é um desdobramento do projeto “Isso não é flamenco”, iniciado pela bailarina em 2012 com o intuito de dialogar com outros artistas e linguagens, também terá apresentação única pelo projeto Aldeia Sesc, no Sesc Glória, no dia 18 de maio.

Sinopse: Quarta-feira de cinzas e uma mulher remexe as memórias do carnaval recém-finado. Faltam minutos para subir no tablado e o vestido ganha vida. Véspera de carnaval e
uma mulher prepara-se para o breve alívio de um ano inteiro. Termina o baile e a mulher sobrevive. Termina o baile e a fantasia resiste. Uma mulher se desfaz entre confetes e sapateados. Uma mulher se refaz entre serpentinas e jaleos. O tempo indo e vindo entre Cartola, Paulinho da Viola, Nelson Cavaquinho e Arnaldo Antunes. Uma mulher se desfaz entre surdos. Uma mulher se refaz entre palmas. Uma mulher dança com a própria cauda. Uma mulher dança com o próprio rabo. Uma mulher dança com um vestido. Uma mulher dança sem o vestido. Uma mulher dança. Um oceano derrama-se entre o flamenco e o samba. Um oceano derrama-se dos quadris. Um oceano ruge em taróis e cajones. Palmas e tamborins. Uma mulher no meio do oceano. Amores fugazes, solidões permanentes; amores eternos, solidões efêmeras. Quem é você?, quem é ela? O baile começa. O baile acaba. Quem não gosta de flamenco, bom sujeito não é.

Serviço - Dança
“Bom Sujeito” - Solo de Ivna Messina com direção de Fernando Marques
6 e 7 de maio (sábado e domingo)
Sábado às 20h / Domingo às 19h
R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Teatro Carlos Gomes – Praça Costa Pereira, Centro, Vitória.
Classificação: Livre
Lugares limitados

Oficina de iniciação ao Flamenco
7 de maio (domingo) das 14h às 16h
Teatro Carlos Gomes – Praça Costa Pereira, Centro, Vitória.
Gratuita
Inscrições encerradas.

Fotos: Clésio Júnior




Tecnologia do Blogger.