Barragem de Guaraná funcionará como reserva de água em períodos de seca

Máquinas, caminhões e operários trabalham diariamente há quase três meses. Aos poucos a represa foi ganhando forma e hoje já é possível ter noção da dimensão que ocupa: são cerca de 120 mil metros cúbicos que logo serão preenchidos pela água.
Com as obras na reta final, a Barragem de Guaraná funcionará como reservatório de água para mais de duas mil pessoas que residem na sede do distrito. De acordo com a Secretaria de Agricultura (Semag), pelo menos 80% do projeto já está concluído e a fase de acabamento de toda a estrutura chegará ao fim ainda no mês de junho. A previsão é que até o final do ano o reservatório comece acumular até 120 milhões de litros d’água.


Barragem contribuirá no abastecimento em períodos de seca
 
Guaraná é uma das comunidades que mais sofrem com a escassez da água. Em períodos de seca, o abastecimento é feito através de rodízios e a população chega a ficar dias sem água. De acordo com a Semag, a barragem será fundamental para solucionar essa questão que tem deixado a população aflita.
“A obra foi planejada devido à necessidade de abastecimento em Guaraná, já que o rio Araraquara, que abastece a comunidade, não possui nenhuma reserva para a população. Por isso, em períodos de escassez de chuva, o distrito é um dos primeiros lugares a aderirem o racionamento”, explica o secretário da Semag, Renato Sobrinho.
30 milhões de litros a maisDe acordo com a Semag, em meio à execução do projeto foi pensado em uma ampliação da área, além do que já havia sido planejado. Essa nova dimensão aumentará ainda mais a capacidade de armazenamento da barragem e, assim, gerar mais segurança no abastecimento de água para a população em períodos de seca.
“Chegamos à conclusão que se aumentássemos um metro a mais de lâmina d’água iríamos adquirir uma reserva maior. Um investimento pequeno que vai resultar em 30 milhões de litros a mais”, pontua o secretário.
Tecnologia do Blogger.