Junho Vermelho: campanha pretende conscientizar brasileiros sobre importância da doação de sangue o ano todo

Começou no dia 1º de junho a campanha “Junho Vermelho”, organizada pelo movimento Eu Dou Sangue Pelo Brasil, de São Paulo. O objetivo do movimento, que se espalhou por todo país, é contribuir para a criação da cultura da doação de sangue junto à população por meio da iluminação de prédios e monumentos públicos com a luz vermelha, em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Sangue, que acontece no próximo dia 14.
Uma das preocupações do grupo é aumentar os estoques de sangue dos hemocentros, já que com a chegada do inverno esses estoques costumam cair em até 30%.
No Espírito Santo, algumas ações estão sendo definidas para serem realizadas pelo Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) ao longo do mês de junho, como forma de incentivar a doação de sangue.
Segundo a diretora-técnica do Hemoes, Alessandra Prezotti, doar sangue deve ser um ato constante. Ela destacou que todas as pessoas que puderem doar devem fazê-lo, principalmente quem possui os tipos negativos.
“O trabalho desses grupos voluntários é fundamental para ajudar na conscientização da importância da doação de sangue”, disse.
No Brasil, apenas 1,8% da população é doadora de sangue, mas a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que entre 3% e 5% da população de um país seja doadora de sangue.

O movimento
A ideia do movimento surgiu em 2011, quando as irmãs Debi Aronis e Diana Berezin lançaram o movimento Eu Dou Sangue no estado de São Paulo motivadas por um episódio familiar.
 “Somente quem vive a dificuldade de conseguir sangue sabe a importância das doações. Depois de sentir na pele o que é isso, decidimos disseminar e promover a conscientização para que esse seja um hábito permanente no Brasil”, disse Debi.
Quem pode doar
Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ser feita obrigatoriamente até os 60 anos. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização de um responsável legal. Vale lembrar que os doadores frequentes não podem deixar de obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra, que deve ser de dois meses para homens e de três meses para mulheres.
O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Em seguida, passará por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto para doar sangue. Caso o voluntário tenha almoçado, é necessário aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.
Onde doar sangue:
- Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes)
Tel. 3636-7900/7920/7921- Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. De segunda a sexta-feira, o cadastro é das 7h às 18h. No sábado, o cadastro vai das 7h às 17h.
- Unidade de Coleta à Distância da Serra
Tel. 3218-9429/ 3218-9242. Avenida Eudes Scherrer Souza, s/n (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). De segunda-feira a sexta-feira, p cadastro vai das 7h às 15h.
- Hemocentro de Linhares
Tel. (27) 3264-6000/ 3264-6019 - Avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.
- Hemocentro Regional de Colatina
Tel. (27) 3717-2801 - Rua Cassiano Castelo, s/n, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.
- Hemocentro Regional de São Mateus
Tel. (27) 3767-7957 - Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.
Tecnologia do Blogger.