Câncer tem cura. Previna-se

Amigos, amigos negócios à parte?

É cada vez maior o número de empresas formadas por amigos que resolvem seguir juntos no ramo profissional

Amigos na alegria, na tristeza e também nos custos e lucro dos negócios. Para alguns aquele ditado ‘Amigos, amigos, negócios à parte’ não funciona. É possível sim empreender com os melhores amigos e unir vida pessoal com profissional. Reflexo disso, é o aumento do número de empresas formadas por amigos de longa data, que em algum momento da vida resolvem montar o próprio negócio juntos.

Um caso de união de amigos que virou negócio são os empresários Tito Dias, Pedro Moyses, Luiz Fernando Souza Neto e Maycon Salvador. No final do ano passado eles abriram um pub sertanejo na Praia do Canto, o Wanted Pub.

Os amigos e sócios Luiz Fernando, Tito Dias, Maycon Salvador e Pedro Moyses.

Segundo um dos sócios, Pedro Moyses, eles se conheceram na faculdade de administração em 2007. Apenas o Luis Fernando que morava no Rio de Janeiro e era amigo do Tito Dias. A ideia de montar o pub surgiu no segundo semestre de 2015.  Mais de um ano depois, enfim o projeto do pub se concretizou e eles inauguraram em novembro passado. “Cada um com sua experiência ajudou no andamento e organização do negócio. No começo é difícil distribuir tarefas. Depois do negócio inaugurado, aí sim cada um tem sua função. É essencial que um negócio entre amigos seja profissional, então cada um tem seu trabalho e sabe que tem que arcar com tal função. É claro que há momentos que todos se ajudam. Mas hoje cada um faz uma coisa. Um é responsável pelo financeiro, outro pelo RH, outro pelo comercial e outro pelo operacional de compra e estoque. Mas é bom estar entre amigos e todos no mesmo objetivo de fazer nosso empreendimento crescer”, conta.

As amigas Gina Leal e Iracema Neves aproveitaram a afinidade de uma amizade de quase 30 anos e resolveram ser sócias na loja Cetrino, especializada em artigos para mesa, copa e cozinha. Elas contam que a parceria, que completa dois anos, deu muito certo e que a ajuda é mútua em todas as tarefas e responsabilidades da empresa. Gina cuida da parte administrativa e financeira, já Iracema é responsável pelo comercial e marketing. A partir da sociedade, muitos novos projetos já foram colocados em prática, como a criação do Espaço Gourmet Cetrino. No local, as empresárias recebem diversos eventos gastronômicos, como cursos de culinária e palestras.
 
Iracema Neves e Gina Leal no Espaço Gourmet Cetrino.
Já as empresárias de moda Francieli Crespo, 28 anos, e Iara Quaresma, de 35, iniciaram a amizade na época do ensino médio, quando ainda moravam em São Mateus, no Norte do Estado. As duas tiveram experiências como modelo e sempre gostaram muito de moda. Mesmo com formações diferentes – Administração e Direito – anos depois elas resolveram se unir também no campo profissional e realizar o sonho de uma abrir uma multimarcas de moda feminina, chamada de Vestiaire, localizada na Praia do Canto, em Vitória. A loja deu super certo e completa 2 anos este mês. Elas se preparam também para abrir um e-commerce.

Francieli Crespo e Iara Quaresma da multimarcas Vestiaire na Praia do Canto.

Segundo Francieli, a lealdade que elas tem e maturidade para separar o pessoal do profissional contribuem para a parceria de sucesso. Iara afirma que, mesmo tendo opiniões distintas sobre alguns aspectos, elas tem em comum o desejo que o negócio dê certo. “Temos perfis diferentes, mas que se complementam, por isso nossos papeis na empresa foram sendo definidos de forma natural. Eu me dou bem com as vendas e sei lidar com os clientes. Já a Fran é a cabeça do negócio. Ela é muita organizada, cuida do orçamente e possui as ferramentas de controle”, explicou Iara.


Trabalhando para o melhor amigo

Já no caso do empresário Carlos Alberto Zippinotti, de 25 anos, que há aproximadamente quatro meses, abriu uma boutique de peixes na Praia do Canto, a “Santo Peixe”, ele convidou sua amiga Nanachara Oliveira, de 22, para trabalharem juntos neste novo negócio.  Eles são amigos a mais de 8 anos.

Carlos Zippinotti e Nanachara Oliveira - trabalham juntos na boutique "SantoPeixe".

Segundo Nanachara, o amigo e agora patrão, Carlos, sempre teve a ideia de montar uma casa de peixe, já que ele cresceu nesse meio e via uma oportunidade. Ela conta que eles notaram que os dois tinham domínio em áreas diferentes e que um complementava o outro. “Carlos dominava e tinha conhecimento em algumas áreas, já eu em outras distintas. Vimos que conciliando daria muito certo e está dando. Nossa amizade tem sido muito importante, pois conhecemos as nossas limitações. Um ponto muito positivo também é a confiança que foi conquistada, então a gente se questiona pouco e confiamos no nosso trabalho”, explica.

DICAS PARA AMIGOS QUE QUEREM EMPREENDER JUNTOS:

1 – Veja se seus objetivos são equivalentes. Coloquem todas as cartas na mesa, custos, projetos futuros, metas. Montar um negócio requer racionalidade acima de tudo. Não deixe a amizade e o sentimento falar mais alto. Estamos falando de dinheiro e algo que exige planejamento.
2 – Faça a divisão de tarefas dentro do novo negócio com base nas qualidades e formação que cada um tem
3 - É importante separar o profissional do pessoal. Nesse sentido não deixe que o trabalho seja o único local de encontro de vocês. Isso pode tornar a amizade uma rotina. Façam encontros em outros ambientes que não seja no trabalho para falar da vida e não só de negócio
4 - Não deixe que o negócio se torne o único assunto entre vocês. Amigos que são amigos precisam conversar sobre vida pessoal, viagens, relacionamentos e saber separar o momento certo de falar sobre isso. Caso contrário vocês vão deixar de ser amigos e ser apenas sócios
Tecnologia do Blogger.