Ônibus leva ações de prevenção e combate à violência contra as mulheres

Começam no mês de agosto as atividades de combate, de prevenção e de conscientização do Fórum Estadual Permanente de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres do Campo. O primeiro município a receber a unidade móvel de trabalho é Mucurici, no Norte do Estado, no dia 03 de agosto.

“O Governo do Espirito Santo reconhece que o fenômeno da violência contra as mulheres constitui uma das principais formas de violação dos direitos humanos, atingindo diretamente o direito à vida, saúde e integridade física. Com o recomeço das ações do Fórum Estadual Permanente de Enfrentamento da Violência contra a Mulher do Campo abrimos um espaço direto de atendimento, de combate e de prevenção, oferecendo um espaço de diálogo entre o poder público e a mulher do campo”, salientou a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Helena Pacheco.

O cronograma de ação da unidade móvel foi aprovado na manhã desta quarta-feira (12), durante a primeira reunião do grupo, na Casa dos Direitos. Estavam presentes os representantes da sociedade civil, formado por instituições diversas, a exemplo da Comunidade Pomerana, do Cedimes, da Coordenação Estadual Quilombola, da Fetaes, do Mepes e dos Movimento de Mulheres Negras e de Mulheres Transexuais.

Ainda compõem o fórum instituições públicas; incluindo secretarias estaduais, Ministério Público, Defensoria Pública e Incra; além dos representantes de municípios das macrorregiões do Estado: Metropolitana, Norte, Central e Sul.


Cronograma

Após passar por Mucurici, no dia 03 de agosto, a unidade móvel circulará nos demais municípios do Estado, sempre realizando um trabalho preventivo, pautado no respeito aos direitos humanos e garantindo o acesso igualitário às políticas de enfrentamento da violência.

Nos dias seguintes, as cidades de Pinheiros e São Mateus recebem as ações do ônibus de atendimento às mulheres. Também já estão confirmados, até o final deste ano, os municípios de Governador Lindenberg, Santa Maria de Jetibá, Anchieta, Alegre, Castelo, entre outros. Ao todo, o cronograma já prevê atendimento em 19 cidades capixabas.

Unidade Móvel

A unidade móvel de atendimento às mulheres serve como espaço de interação entre sociedade civil e Governo, ampliando o alcance das políticas públicas e adequando-as a diferentes realidades.

O serviço disponibilizado nos ônibus é de atendimento multidisciplinar, composto por profissionais das áreas de serviço social, psicologia, jurídica e segurança pública, permitindo a interação de diversos serviços, a orientação adequada e humanizada, e principalmente o acesso das mulheres que vivem no campo aos serviços da rede de atendimento à mulher em situação de violência.

Grupo

O fórum, presidido pela subsecretária de Estado de Políticas para Mulheres, Helena Pacheco, foi criado pelo decreto de nº 4072-R, publicado no dia 08 de março de 2017, pelo governador Paulo Hartung.

O órgão, ligado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), tem como finalidade implementar as estratégicas e ações previstas do Pacto Estadual pelo Enfrentamento da Violência contra as Mulheres.

Construção

Durante o mês de maio, foram realizadas reuniões regionais com o objetivo de já apresentar as unidades móveis que serão usadas para contribuir no atendimento às vítimas de violência doméstica e familiar que vivem no campo.

As reuniões ainda foram fundamentais para colher sugestões, construir o cronograma de atividades e apontar os locais que devem receber visitas da unidade móvel.

De acordo com a subsecretária Helena Pacheco, o objetivo é garantir e proteger os direitos das mulheres em situação de violência, que têm maior dificuldade de acesso à rede de serviços públicos, com ações que promovam o seu empoderamento e acesso à justiça.

“Nosso objetivo é estarmos mais próximos da população, fortalecendo a rede de serviços e mostrando que essas mulheres têm o nosso apoio para enfrentar os desafios”, explicou a subsecretária.
Tecnologia do Blogger.