Falar inglês é desafio para o profissional adulto

Há tempos ela é a primeira língua internacional, imprescindível em funções executivas. Para especialistas, como Luciana Cândida, nunca é tarde para aprender. Apenas 3% dos brasileiros fala inglês 

De acordo com pesquisa realizada pelo site de busca de empregos Catho, que fez um teste com quase um milhão de pessoas de 72 países, o domínio de um idioma estrangeiro pode aumentar o salário em até 52%.
Mas, no Brasil, apenas 5% da população fala uma segunda língua e menos de 3% têm fluência em inglês, ainda segundo a pesquisa. “Ao contrário do que muita gente imagina, o problema não está só em pessoas de cargos mais baixos. Quanto mais alto o cargo, mais é importante dominar outra língua”, diz a professora Luciana Cândida.
Há sempre a impressão de que, se tivessem estudado na infância, tudo teria sido mais “fácil”. "O adulto tem mais filtro na hora de aprender, não quer se expor", justifica ela, e explica ainda que os professores têm um treinamento diferenciado para ensinar diferentes idades. 
“Adultos costumam procurar uma abordagem pragmática sobre tudo o que vão aprender, ao contrário das crianças, eles precisam de uma explicação convincente para cada passo que vão dar”, diz a professora.
Tecnologia do Blogger.