Câncer tem cura. Previna-se

Saiba o que muda com o desligamento do sinal analógico de TV

Sinal analógico será desligado em 25 de outubro. Processo de transição do sinal de TV no País já passou por Rio Verde em Goiás e pelas regiões do Distrito Federal, São Paulo, Goiânia e Recife.

Desde o início de 2016 o Brasil tem dando grandes passos em relação à modernização e à qualidade na transmissão do sinal de TV. Nas Cidades da Grande Vitória (Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória), o sinal analógico está previsto para ser desligado no dia 25 de outubro, deixando apenas o sinal digital como opção para assistir aos canais abertos. O processo de digitalização dos canais de TV tem previsão para ser concluído no final de 2018 e a Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil, tem trabalhado arduamente para não deixar que a população fique sem acesso aos seus canais favoritos após a mudança.
Com esta mudança, a programação da TV aberta no Brasil seguirá padrões internacionais de transmissão, a exemplo do que já aconteceu em países como China, EUA e Reino Unido, permitindo aos telespectadores que desfrutem de seus programas favoritos com imagem e som com qualidade de cinema. Além da melhor qualidade de recebimento de imagem e som de TV.
“Nosso objetivo é garantir que ninguém fique para trás com esta mudança. O que já era bom, após o desligamento do sinal analógico, ficará ainda melhor com todos os investimentos que tem sido feito”, disse Antônio Carlos Martelletto, diretor geral da Seja Digital.
O processo de migração irá permitir também a oferta futura da banda larga 4G que será utilizada na faixa de 700Mhz, hoje utilizada pelo sinal analógico. Com o desligamento do sinal, as operadoras de celular poderão investir e elevar a qualidade dos serviços hoje oferecidos e garantir melhor oferta em todo o território nacional. O 4G é uma das tecnologias para telefonia móvel mais avançada e que permite a vários dispositivos - celular, smartphone, laptops e tablets -  acesso à internet com velocidade mais rápida.
O processo de migração, que já passou por Rio Verde, em Goiás, e pelas regiões do Distrito Federal (10 cidades), São Paulo (39 cidades), Goiânia (29 cidades) e Recife (14 cidades), tem obtido resultados positivos após o encerramento das transmissões analógicas, com quase 100% da população digitalizada.
Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.
Tecnologia do Blogger.