Câncer tem cura. Previna-se

8° Expedição Tropeira percorre encantos da Rota Imperial no ES

Por Maike Trancoso

Os encantos da Mata Atlântica, o resgate da história e da cultura são apenas alguns dos incentivos para os tropeiros que embarcam em uma nova missão nesta sexta-feira (22).

Aproximadamente 25 aventureiros participam pela oitava vez da Expedição Tropeira na Rota Imperial, até o próximo sábado (30).

Nesta sexta-feira (22), em Santa Teresa, o Painel sobre o Tropeirismo e a Imigração abre a expedição que nos dias seguintes se dedica a percorrer parte da estrada da Rota Imperial. Durante oito dias, tropeiros iniciam o percurso pela manhã, descansam no começo da tarde e no finalzinho do dia pousam a tropa para uma noite de descanso.

O ponto inicial da tropa será a cidade de Santa Teresa, na Região Turística dos Imigrantes e chegada em Iuna, na Região Turística do Caparaó.

O roteiro passa ainda pelas cidades de Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Conceição do Castelo, Muniz Freire e Ibatiba.

A realização da 8ª Expedição Tropeira na Rota Imperial é uma cooperação entre a Assembleia Legislativa do Espírito Santo; o Governo do Estado do Espírito Santo; a Prefeitura de Santa Teresa; a Associação de Agroturismo do Espírito Santo; o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); e a Federação da Indústria do Espírito Santo (Findes).

Rota Imperial
A Rota Imperial, conhecida também como São Pedro de Alcântara, surgiu após a descoberta de ouro no interior do Brasil na primeira metade do século XVII. Desbravadores percorriam essas terras para conseguir chegar à região das minas gerais e, para proteger esses locais contra os invasores, a Coroa Portuguesa proibiu a construção de estradas na Capitania do Espírito Santo.

Após a chegada da Família Real ao Brasil, em 1808, foi permitida a construção de uma estrada que ligasse Vitória a Ouro Preto, em 1814. A Rota Imperial foi concluída em 1816, consolidando a ocupação do território nos locais por onde passava.

Atualmente, a Rota Imperial proporciona, além do contato com a história, 575 km de belas paisagens entre vales e montanhas e a cultura marcante dos imigrantes que colonizaram as terras. São 31 municípios, sendo 17 em Minas Gerais e 14 no Espírito Santo.

Os municípios capixabas são: Cariacica, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Iúna, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Muniz Freire, Viana, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Venda Nova do Imigrante e Vitória.

Serviço
8ª Expedição Tropeira na Rota Imperial

Data: 22 a 30 de setembro (sexta-feira a sábado)

Local de saída: Santa Teresa

Local de chegada: Iúna

Mais informações: www.descubraoespiritosanto.es.gov.br
Tecnologia do Blogger.