Câncer tem cura. Previna-se

Operação “Enigma” denuncia 12 pessoas





O Ministério Público do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Mucurici, denunciou 12 pessoas a partir de investigação realizada na Operação “Enigma”. Elas foram denunciadas por peculato, furto, receptação e associação criminosa, entre outros crimes. Na operação foi descoberto que um funcionário terceirizado, o único vigilante do Fórum de Mucurici, furtava armas, munições, celulares e variados bens para comercializar clandestinamente. Ao todo, foram subtraídos da sala de bens e objetos apreendidos: 18 armas de fogo, 156 munições e 18 aparelhos celulares. Oito denunciados estão presos. A Operação Enigma, deflagrada em agosto, visou à apuração do desaparecimento de objetos apreendidos no Fórum de Mucurici, especialmente aqueles de maior valor econômico, como aparelhos celulares de diversas marcas e armas de fogo, como pistolas, revólveres e rifles. No decorrer das investigações, a Justiça deferiu interceptações telefônicas de suspeitos, com utilização dos números de IMEI (Identidade Internacional de Aparelho Móvel) de celulares apreendidos que se encontravam desaparecidos. Assim, foi descoberta uma rede de possíveis interceptadores da região, que estariam comercializando os bens furtados do Fórum local.
Tecnologia do Blogger.