Câncer tem cura. Previna-se

Como criar crianças inteligentes



Estimular o cérebro das crianças com jogos, neuróbicas e ferramentas como o ábaco pode ser um dos melhores presentes de Dia das Crianças para os filhos



O desenvolvimento do cérebro de uma criança se dá por meio da experiência e pela estimulação dos sentidos como a visão, audição, tato, olfato e paladar. A medida que a criança se desenvolve, novas conexões neurais são estabelecidas, as  chamadas "sinapses", que funcionam como "acender de luzes" pelas quais o aprendizado vai se estruturando e permanecendo na memória.  Dessa forma, quanto mais circuitos forem formados, maior estruturação para o aprendizado e, consequentemente, inteligência.
E o que seriam estímulos adequados para uma criança? Um dos primeiros estímulos cerebrais que a criança recebe é a interação com outras pessoas. Pegar no colo, abraçar, contar histórias e brincar pode aumentar a capacidade de raciocínio e influenciar nas primeiras ações como andar e falar. De acordo com um estudo da Universidade de Washington, crianças apoiadas e incentivadas pelas mães têm um cérebro mais preparado para as futuras aprendizagens e para enfrentar situações de estresse. Ou seja, a maneira como os pais se relacionam com seus filhos influenciam imensamente no desenvolvimento e na transformação do cérebro das crianças. Desde a infância, período de descobertas e de estímulos iniciais de desenvolvimento, até a fase escolar, em que a criança tem o primeiro contato com responsabilidades e rotinas, os pais são fundamentais.

Segundo a gestora pedagógica do Supera, Rosangela Agnoletto, as dificuldades mais comuns que prejudicam o aprendizado infantil e influenciam no desempenho escolar são a falta de atenção, dificuldade de concentração e de raciocínio. “Para melhorar o desempenho escolar da criança, essas habilidades podem ser treinadas e potencializadas. Uma das alternativas saudáveis para garantir bons resultados é a ginástica cerebral, que aposta no treinamento cognitivo e estimula habilidades como memória, concentração e criatividade, além da capacidade de interpretar, refletir e pensar de forma abstrata. Quando você oferece ao seu filho estímulos e uma vasta gama de experiências desde cedo, você pode acelerar o desenvolvimento cerebral dele e aumentar as habilidades inerentes ao processo de aprendizagem”, analisa.

Apesar de o conceito de inteligência ser muito amplo, especialistas afirmam que é possível, sim, treinar o cérebro para fazê-lo operar no máximo de sua capacidade, já que ele responde muito bem aos estímulos que recebe do ambiente. O importante é ter experiências que provoquem conexões mais ágeis dentro do cérebro, estimulando-o com atividades novas, variadas e cada vez mais desafiadoras, como quebra-cabeça, jogo da memória, caça-palavras e sudoku. “É importante que a criança exercite os dois lados do cérebro. O esquerdo é responsável pelo raciocínio, lógica e linguagem, enquanto o lado direito desenvolve a criatividade e as habilidades artísticas. Saber balancear os dois é fundamental para fortalecer as conexões do cérebro e aumentar a capacidade de assimilação da criança”, afirma a pedagoga.

Tecnologia do Blogger.