Câncer tem cura. Previna-se

Gerente Comercial do Ibis Hotel Aracruz fala sobre o Potencial Turístico

Alguns lugares do planeta se tornam uma verdadeira febre turística, isso, porque contam com belezas naturais que atraem olhares de todos os outros cantos do mundo. Mas, definir o potencial turístico de uma cidade ou de um determinado espaço, é mais complexo que isso. O Giro ES 24 Horas bateu um papo com o Gerente Comercial, Dant Nichio para determinar um pouco do potencial da Cidade de Aracruz, no Norte do Estado.

Dant Nichio é Gerente Comercial  do Ibis Hotel - Aracruz

GES - Quando falamos de turismo, não significa necessariamente sair de nossa cidade e ir para outra certo?


Dant Nicchio - No pé da letra, turismo é o deslocamento do seu habite natural para outra cidade, porém isso não impede de inovar dentro de nossa cidade e criar diferenciais para gerarmos eventos para a nossa população, em Aracruz por exemplo temos belas praias no nosso litoral, onde podemos explorar as nossas belezas naturais, nessas praias temos ótimos restaurantes que atraem as pessoas para essa região.

GES - Quais os principais pontos para um turismo urbano, no caso da Cidade de Aracruz?


Dant Nicchio - Em Aracruz temos um Shopping maravilhoso, digo que é o mais charmoso das cidades do interior do Espírito Santo, onde temos excelentes restaurantes, cinema e shows com cantores regionais, prestigiando a cultura local. A igreja Matriz São João Batista é maravilhosa, com uma arquitetura linda e moderna, vale uma visita nela independente de sua fé religiosa.

GES - Quais os pontos mais visitados e os poucos explorados da cidade e que poderiam aumentar?

Dant Nicchio - As Praias de Aracruz, como a Barra do Sahy, Praia dos Padres e Santa Cruz são lugares bem visitados na região, turistas que vem para a cidade, sempre procuram o litoral para comer uma Moqueca Capixaba, comida típica da nossa região, a grande vantagem é a proximidade com o centro, cerca de 18km e pelo fato de termos uma estrada nova e de qualidade até o litoral, facilitando o acesso. Vejo que poderíamos explorar a nossa cultura regional, como por exemplo as tribos indígenas de Aracruz, criando meios de aproximar os índios de turistas e mostrar a forma que eles vivem, os artesanatos que eles comercializam entre outras coisas.

GES - O mercado capixaba de turismo, ainda precisa evoluir mais? E de que forma é possível fazer isso?


Dant Nicchio - Eu penso que a vida é uma evolução eterna, independente da área, o Espírito Santo tem lugares fantásticos, com variações de climas, como por exemplo o litoral de Guarapari no sul e o litoral de Aracruz e São Mateus no norte, assim como as montanhas de Santa Teresa e Domingos Martins, onde existem festivais durante o ano todo. Penso também que o Espirito Santo se torna forte em comparações com outros grandes centros do Brasil, pelo fato dos preços aqui serem mais atrativos do que em regiões do Nordeste, por exemplo. Um grande meio de fazermos o turismo capixaba evoluir e firmar parcerias com agências de turismos, elas são a ponte para trazer turistas e propagar nossa região em outros lugares.



Geração de empregos


Pelo ano sexto consecutivo, o crescimento da indústria turística superou o da economia global, diz o Fórum Econômico Mundial.
O órgão argumenta que o setor se mostrou resiliente diante da incerteza geopolítica global e da volatilidade econômica. E que, por isso, tem papel essencial na criação de empregos.
Taleb Rifai foi na mesma linha do relatório e acrescentou que "a criação de emprego deve estar na vanguarda de nossas agendas". O turismo tem esse potencial, já que "continua a crescer apesar dos desafios globais", completou.
Trata-se de uma oportunidade para um país que viu uma explosão no índice de desemprego - hoje em 13,2%. Por enquanto, porém, a tendência brasileira vai no caminho oposto à mundial.

Tecnologia do Blogger.