Câncer tem cura. Previna-se

Novo comandante do 5º BPM de Aracruz visita instalações da Central de Videomonitoramento




O novo comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Aracruz, Tenente-coronel Loureiro na companhia do Secretário de Administração, Luciano Forrechi. "Por mais que a gente elogie todo o trabalho e estrutura, sempre podemos melhorar mais"

O novo comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Aracruz, Tenente-coronel Loureiro, esteve nesta segunda-feira (23/10) na prefeitura de Aracruz para visitar as instalações da Central de Videomonitoramento. Na ocasião, a autoridade viu de perto toda a estrutura utilizada para registrar as imagens que chegam das mais de 60 câmeras fixadas em locais estratégicos tanto na orla, quanto nos distritos e sede administrativa.
Todo o sistema de videomonitoramento passou por uma reformulação no início de junho desse ano. Na época foi concluído a instalação de uma fibra ótica que sai da central e vai até o 5º BPM, oferecendo aos policiais acesso direto às imagens captadas pelas 66 câmeras espalhadas por toda a cidade, o que possibilita uma fácil interação e visualização com Centro Integrado Operacional de Defesa Social (CIODES), favorecendo um melhor atendimento e definindo mais rapidamente qual procedimento a ser adotado. Antes esse sistema funcionava via rádio, com uma qualidade inferior.
Também foi instalado um aparelho telefônico entre as localidades, funcionando como um rádio comunicador, que ajuda na rapidez do atendimento. Por meio de um único botão, (ramal), o CIODES é acionado, disponibilizando uma viatura diretamente ao local da ocorrência.
“É a primeira vez que compareço aqui. Minha avaliação é bastante positiva, principalmente no diz respeito à qualidade e à resolução das imagens dessas câmeras que funcionam 24hs por dia, além da questão de podermos armazenar essas imagens, o que é muito adequado, ressalta o comandante.
Otimização do trabalho
O Tenente-coronel Loureiro afirmou que mudanças sempre são importantes para melhorar  os serviços prestados à população. “Por mais que a gente elogie todo o trabalho e estrutura, sempre podemos melhorar mais. No que tange à melhoria nessa interação entre o batalhão e essa central, podemos ter um ´feedback´ sistematizado, avançando na questão da sintonia entre os acionamentos, o que irá gerar uma resposta mais rápida, como por exemplo, a interlocução entre uma viatura que já atende uma ocorrência, necessitando da descrição das imagens instantâneas que possam antecipar uma ação”, explica.

Tecnologia do Blogger.