Câncer tem cura. Previna-se

Santa Maria de Jetibá - Instituições podem receber recursos de penas pecuniárias

As entidades interessadas podem requerer habilitação até o dia 31 de outubro

A Segunda Vara da Comarca de Santa Maria de Jetibá abriu Edital para Seleção de Projetos Sociais a serem executados com recursos de prestação pecuniária objeto de transação penal, suspensão condicional do processo e de sentença penal condenatória. Os projetos selecionados serão contemplados com o apoio financeiro de até R$ 200 mil.
Poderão participar do certame organizações públicas ou privadas sem fins lucrativos, com finalidade social e preferencialmente sediadas na Comarca de Santa Maria de Jetibá, constituídas há, pelo menos, um ano, sem vínculo político-partidário, entre outros requisitos previstos no Edital. As instituições interessadas em participar da seleção, deverão requerer habilitação jurídica até o dia 31 de outubro, para, posteriormente, inscreverem seus projetos.
O requerimento próprio deve ser entregue no Protocolo Geral do Fórum de Santa Maria de Jetibá acompanhado de cópia simples da ata de eleição da atual diretoria e cópia simples do estatuto social da instituição; além de cópia do documento de identificação e do CPF do responsável legal pela instituição; e comprovante de inscrição e de situação cadastral do CNPJ da instituição emitido junto ao site da Receita Federal do Brasil.
Após a conferência da documentação, o requerimento de habilitação jurídica seguirá para análise do Ministério Público (MPES). Caso seja necessária qualquer adequação, a instituição será intimada para realizar os ajustes necessários no prazo de 05 dias corridos.
Em seguida, as entidades aptas apresentarão o projeto social, que poderá contemplar um ou mais dos seguintes elementos de despesa: serviço, obra, material de consumo e material permanente. O requerimento de apresentação e avaliação do projeto, acompanhado de documentação prevista no edital, deve ser protocolado no prazo de 30 dias após intimação da decisão que tornou a instituição apta, conforme modelos próprios.
Identificada a necessidade de adequar a documentação de qualquer projeto, o juiz intimará a organização para realizar as adequações necessárias dentro de 05 dias corridos. A entidade cujo projeto não for admitido poderá protocolar recurso também no prazo de 05 dias corridos. As instituições que apresentaram recursos serão intimadas do seu julgamento. Admitido o projeto, total ou parcialmente, o Serviço Social da Comarca fará avaliação e emissão de parecer social, e o encaminhará para o MPES.
Após a homologação do projeto pelo juiz, o recurso será destinado à instituição. O cronograma de execução do projeto deverá ser fielmente cumprido e será fiscalizado pelo Ministério Público. E, no prazo de 30 dias após o término da execução, a entidade beneficiada deverá prestar contas do material recebido ou do serviço prestado.
Todos os requerimentos deverão ser apresentados no Protocolo Geral do Fórum da Comarca de Santa Maria de Jetibá, situado à Rua Herman Miertschink, nº 160, Centro, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.
Clique aqui para acessar o Edital nº 01/2017 na íntegra.
Tecnologia do Blogger.