Atual cenário do comércio capixaba traz boas perspectivas para 2018

Balanço aponta que os resultados de 2017 são melhores que do ano passado
As vendas do comércio varejista restrito do Espírito Santo apresentaram uma tendência positiva desde o início do ano e têm mantido resultados melhores se comparados aos do ano passado. Diferentemente dos meses de fevereiro e março - nos quais o comércio foi prejudicado pela greve da Polícia Militar -, e o mês de agosto que apresentou uma leve queda de 0,5%. Mas, ainda assim, o comércio apresentou recuperação gradual durante o ano.

Diante desse cenário, o presidente da entidade, José Lino Sepulcri, avalia que o pior momento da crise econômica passou. “Os empresários estão mais confiantes e acreditamos que, à medida que essa confiança aumente, eles estarão mais dispostos a investir e contratar. Para alavancar as vendas do comércio, o grande desafio continua sendo a retomada da disposição do consumo das famílias, que depende da recuperação dos empregos”, explica.


Mesmo que ainda tímidos, os crescimentos mensais foram importantes para influenciar os acumulados, fazendo com que as variações negativas tanto no ano de 2017 como em 12 meses diminuíssem significativamente. Para efeitos comparativos, o acumulado de janeiro até setembro em 2016 apresentou queda de 11,4% e esse mesmo indicador em 2017 mostra um recuo de 3,6%. Já o acumulado em 12 meses (setembro a setembro) passou de -11,5% em 2016 para -5% em 2017.

A mesma tendência positiva foi identificada no comércio varejista ampliado, que incorpora os resultados das vendas de materiais de construção e vendas de veículos, motocicletas, partes e peças. Com resultados ainda mais significativos, o indicador de acumulado no ano é positivo desde junho e o acumulado em 12 meses passou a ser positivo em setembro.

Para o fechamento das vendas do comércio varejista em 2017 no Espírito Santo, a projeção mostra um crescimento real de 1,8% no faturamento anual do varejo restrito em comparação com 2016. Já para o varejo ampliado a projeção é de avanço de até 9,0% em relação ao mesmo período do ano passado.
Tecnologia do Blogger.