Câncer tem cura. Previna-se

Governador em exercício lança Criança Feliz Capixaba em Mucurici



O município de Mucurici, no Norte do Estado, vai contar com atendimento do Programa Criança Feliz Capixaba. O lançamento oficial aconteceu na tarde desta quarta-feira (01), com a participação do governador em exercício César Colnago e do prefeito Osvaldo Fernandes de Oliveira Junior, o doutor Osvaldo.
O programa, que é desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento Social, trata da atenção à Primeira Infância. No Espírito Santo, a coordenação fica a cargo da Vice-Governadoria.
“O programa tem como objetivo ajudar no desenvolvimento da criança, para que ela se torne um adulto na sua completude. Por isso há uma articulação entre saúde, educação, assistência, direitos humanos e cidadania, porque isso é fundamental”, afirmou Colnago.
O governador em exercício explicou um pouco mais sobre o programa. “O foco maior são os primeiros três anos, mas o programa vai até o sexto ano de vida da criança. É neste período que é formada a parte neurológica, há o desenvolvimento cognitivo, da educação e das questões ligadas ao socioemocional”.
Mucurici foi o primeiro município capixaba a aderir ao programa e já está atendendo a 100 famílias.  As visitas acontecem, além da sede do município, nos distritos de Itabaiana, Água Boa e Assentamento Córrego da Laje.
O Programa Criança Feliz Capixaba
O Programa Criança Feliz Capixaba surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças entre zero e seis anos, ofereçam a seus pequenos ferramentas para promover seu desenvolvimento integral.
Por meio de visitas domiciliares às famílias participantes do Programa Bolsa Família, as equipes do Criança Feliz fazem o acompanhamento e dão orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.
Os visitadores são capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura, assistência social. Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até três anos na família.

Tecnologia do Blogger.