Mais um hospital estadual conquista certificação de qualidade no atendimento



O Hospital Estadual São Lucas, um dos serviços de referência em trauma mais tradicionais do Espírito Santo, recebeu, nesta quarta-feira (29), a certificação Acreditado, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Também conhecida como ONA 1, essa certificação é destinada a serviços de saúde que atendem aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo nos aspectos estruturais e assistenciais. A cerimônia de entrega do certificado aconteceu no auditório do hospital, em Vitória.
Desde dezembro de 2015, o Hospital Estadual São Lucas é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de contrato firmado com o Governo do Espírito Santo via Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Presente no evento, o subsecretário de Estado da Assistência em Saúde, Fabiano Marily, destacou que o modelo de gestão por Organização Social de Saúde (OSS) tem resultado em benefícios concretos para os pacientes capixabas e que a certificação de qualidade é consequência desse processo de melhoria.
“A gestão por OSS permite mais agilidade na implantação das mudanças que precisamos para melhorar o atendimento da saúde pública”, afirmou o subsecretário. Ele citou como exemplo o próprio Hospital Estadual São Lucas, que em apenas dois anos alcançou a certificação de qualidade. “Outro exemplo foi a transferência do Pronto-Socorro que estava no Hospital da Polícia Militar para o novo São Lucas, em dezembro de 2016. O desafio foi lançado para a Pró-Saúde em outubro e, juntos, cumprimos essa iniciativa em dois meses, justamente em função do modelo de gestão por OSS, que não sofre influência da burocracia”, acrescentou Marily.
O diretor-geral do hospital, Paulo Santos, ressaltou o comprometimento dos colaboradores com a saúde de qualidade. “Nossa maior conquista está na cultura. Temos presente nos colaboradores uma cultura de vencer os desafios e de sempre buscarmos a melhoria da assistência ao paciente”, afirmou Santos.
Já o diretor Operacional da Pró-Saúde, Enylo Faria, destacou a importância da parceria entre a entidade e o governo estadual. “Sem dúvida, todas as conquistas que o hospital tem alcançado são resultado da sintonia com a Secretaria de Estado da Saúde, que tem uma visão inovadora ao estimular novos avanços”, observou. Ele revelou que o Hospital São Lucas buscará o nível dois da certificação de qualidade concedida pela ONA, o Acreditado Pleno.
Ao entregar a placa oficial de certificação do hospital, a diretora de Avaliação e Certificação do Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES), Vacine Costa, enfatizou o envolvimento dos colaboradores no processo de acreditação. “O interesse em melhorar os serviços está presente nos colaboradores do hospital. Esse é um diferencial importante. O outro diferencial é o modelo de gestão adotado pelo Governo do Estado, que permite uma resolutividade mais rápida e eficiente, além de ser sustentável”, avaliou a diretora.
A avaliação
O Hospital Estadual São Lucas foi avaliado entre os dias 12 e 14 de setembro, pela equipe do Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES), uma das organizações credenciadas pela ONA para realizar as visitas de avaliação. Na ocasião, foram analisados o processo de gestão da qualidade e segurança do paciente — desde a identificação correta das pessoas atendidas, comunicação entre os profissionais segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos até a higienização das mãos.
O instituto credenciado pela ONA destacou, ainda, várias ações realizadas pelo Hospital Estadual São Lucas, entre elas a prática de sustentabilidade, a esterilização de materiais e o boletim interno de comunicação. O IBES também apontou como pontos positivos do hospital a Sala de Acolhimento para familiares dos pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), as orientações nutricionais durante a alta hospitalar, o programa de Qualidade de Vida do Colaborador e o desenvolvimento de lideranças, entre outras iniciativas.
Para o diretor-geral do São Lucas, Paulo Santos, o reconhecimento é resultado da construção de um trabalho em equipe e se tornou um incentivo para os profissionais continuarem oferecendo uma assistência de qualidade, segura e humanizada.  “Contamos com uma equipe multiprofissional altamente capacitada, que atua de maneira integrada, com objetivo de garantir o melhor atendimento para os usuários”, observou o diretor.
O esforço do hospital em oferecer um serviço de qualidade também é reconhecido pela população atendida. Segundo o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) do São Lucas, nos últimos seis meses o hospital tem mantido o índice de 95% de satisfação. O Hospital São Lucas é um hospital público, mantido pelo Governo do Estado, e que atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A administração do hospital, no entanto, é feita pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de um contrato de gestão firmado com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) desde dezembro de 2015.
O hospital possui 465 médicos atuando nas especialidades de ortopedia, neurocirurgia, neurologia, cirurgia vascular/angiologia, cirurgia geral, anestesiologia, cirurgia torácica, cirurgia bucomaxilofacial, terapia intensiva, clínica médica, nefrologia, infectologia, nutrologia. São 40 leitos de UTI, 14 de Unidade de Alta Dependência de Cuidados (UADC) e 121 leitos de enfermaria. O serviço também possui um ambulatório de especialidades cirúrgicas para pacientes que precisam de reavaliações, serviço de imagem com raio X, tomografia, ultrassonografia, ecocardiografia, ecodoppler, endoscopia e colonoscopia, além de um Pronto-Socorro, aberto em dezembro de 2016.
Jayme tem classificação máxima
De acordo com a Organização Nacional de Acreditação, 257 hospitais no Brasil são acreditados, sendo que oito são do Espírito Santo. Além do São Lucas, outro hospital estadual certificado pela ONA é o Hospital Dr. Jayme Santos Neves, localizado na Serra. A unidade é a única instituição pública de saúde no Espírito Santo a conquistar a classificação máxima em gestão hospitalar: a certificação ONA nível III – Acreditado com Excelência.
“Buscamos a certificação desde a inauguração do hospital. Acreditamos que o título é o reconhecimento do esforço empreendido por toda a equipe em proporcionar a melhor assistência possível ao paciente. Aqui, o trabalho tem um motivo para acontecer e um fluxo a ser seguido, nada acontece por acaso, todos os processos são monitorados e as melhorias contínuas. Trabalhar com gestão é garantir qualidade ao paciente”, destacou o diretor-geral do Hospital Dr. Jayme, Rogerio Griffo.
O Hospital Dr. Jayme também possui o certificado ISO 9001:2008, que representa um diferencial no mercado e assegura boas práticas de gestão. “Diferente da ONA, a ISO (Internacional Organization for Standardization) determina um grupo de normas técnicas de gestão. Os avaliadores procuram in loco observar se os processos descritos no papel correspondem à prática. O foco dessa auditoria é verificar se o hospital atende as necessidades e as expectativas dos clientes ou das partes interessadas”, completou Tatiana Furtado, gerente do Escritório da Qualidade do Hospital Dr. Jayme.
Além das certificações alcançadas pelo Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, em 2016, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu a instituição em uma lista dos melhores hospitais do país, entre públicos e privados. No Espírito Santo, apenas seis instituições foram reconhecidas pela ANS, dessas o Hospital Dr. Jayme foi a única unidade pública.
“Queremos um SUS de qualidade para todo o povo capixaba e acreditamos que a busca por melhorias constantes e aprimoramento da gestão é levar qualidade e segurança aos nossos funcionários, pacientes e parceiros”, finalizou Rogerio Griffo, diretor do Hospital Dr. Jayme.
Prestes a completar 5,5 milhões de atendimentos, o Hospital Dr. Jayme alcançou o índice de 98,7% de satisfação entre os usuários. Desses, 70,3% disseram estar muito satisfeitos com a unidade. A pesquisa é do setor de Ouvidoria do hospital e mostra o ponto de vista dos usuários com relação aos serviços ofertados, reforçando os certificados de qualidade concedidos por instituições reconhecidas nacionalmente.
Assim como o São Lucas, o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves é administrado por uma Organização Social de Saúde (OSS). Quem administra o hospital é a Associação Evangélica Beneficente Espírito-Santense (Aebes), desde novembro de 2013, por meio de um contrato de gestão firmado com a Sesa.

Tecnologia do Blogger.