Sensibilização do Método Canguru para profissionais do Himaba



Nesta segunda-feira (27), o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba) promove o curso de Sensibilização do Método Canguru para funcionários do local que trabalham com a atenção humanizada aos recém-nascidos, nos setores de Banco de Leite, Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin) e Maternidade. O objetivo do encontro, que terá a duração de três dias, é de reacender os conceitos do método, especificando cada etapa do acolhimento.
O Método Canguru busca a melhoria da qualidade da atenção prestada à gestante, ao recém-nascido e sua família. Promove o contato pele a pele (posição canguru) precoce entre a mãe/pai e o bebê, de forma gradual e progressiva, favorecendo vínculo afetivo, a estabilidade térmica, o estímulo à amamentação e o desenvolvimento do bebê.
De acordo com o Ministério da Saúde, entre os benefícios do método canguru estão a redução no tempo de internação do bebê, o aumento da temperatura do corpo e estabilidade, o aumento do aleitamento materno, aumento do vínculo afetivo, controle e alívio da dor, entre outros.
“O contato precoce, sendo bem orientado, acompanhado de suporte assistencial por uma equipe de saúde adequadamente treinada, traz benefícios ao recém-nascido e a família. Os profissionais poderão ampliar conhecimentos e aprimorar as práticas já executadas na unidade” destaca a coordenadora do Método Canguru no Himaba, Dra. Rosa Maria Negri Rodrigues Alves.

Certificação
Em 2013, o Hospital Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves foi certificado pelo Ministério da Saúde como referência estadual para a atenção humanizada ao recém-nascido com peso inferior a 2,5 quilos (Método Canguru) tornando-se polo de capacitação do Método.
O Canguru é adotado desde 2008 pelo Himaba, quando as mamães podiam ficar com seus bebês durante o dia na Utin. Com a criação de uma enfermaria própria para esse atendimento em janeiro de 2011, com três leitos, o vínculo passou a ser integral na Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (Ucinca). O Himaba foi a 6ª unidade hospitalar no País a receber essa certificação.

Método Canguru – o que é?
O Método Canguru é um modelo de assistência ao recém-nascido prematuro e sua família, internado na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal, voltado para o cuidado humanizado que reúne estratégias de intervenção biopsicossocial.

Benefícios do Método Canguru (Ministério da Saúde)
Menor tempo de internação do bebê
Oxigenação adequada
Aumento da temperatura do corpo e estabilidade
Menos episódios de apneia – paradas respiratórias durante o sono
Diminuição do choro
Aumento do aleitamento materno
Aumento do vínculo pai-mãe-bebê-família
Diminuição do tempo de separação pai-mãe-bebê-família
Melhor relacionamento família/equipe          
Estimulação sensorial positiva
Diminuição de infecção hospitalar
Controle e alívio da dor
Acolhimento ao bebê e sua família
Respeito às individualidades
Promoção do contato pele a pele precoce

Saiba mais
- Em todo o mundo, nascem anualmente 20 milhões de bebês prematuros e de baixo peso (menores de 2,5kg). Destes, um terço morre antes de completar um ano de vida.
- O Método Canguru buscar melhorar a qualidade da atenção prestada à gestante, ao recém-nascido e sua família, promovendo, a partir de uma abordagem humanizada e segura, o contato pele a pele (posição canguru) precoce entre a mãe/pai e o bebê, de forma gradual e progressiva, favorecendo vínculo afetivo, estabilidade térmica, estímulo à amamentação e o desenvolvimento do bebê.
- A Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde coordena todo o processo de implantação, implementação e avaliação do Método Canguru no âmbito nacional.
- Para capacitação da equipe o hospital deverá entrar contato com a Secretaria de Estado da Saúde ou com o hospital de referência estadual para solicitar o curso de sensibilização da equipe no Método Canguru.


Tecnologia do Blogger.