Leia após a publicidade

Verão é época de férias, praia, piscina, sol, mas também do aumento de doenças bem chatinhas que se proliferam com mais facilidade por causa do clima quente e úmido: as micoses.

Uma das mais conhecidas é a pitiríase versicolor, ou pano branco, como é chamada popularmente. Ela é caracterizada por manchas brancas e indolores que aparecem com mais frequência nas costas e braços, mas que podem também acometer a face, abdômen e membros inferiores.

A médica dermatologista Giselly De Crignis, da Dermavitória, explica que a doença não é contagiosa e é causada por um fungo que está presente na pele e que só gera problemas quando cresce exageradamente e se prolifera pelo corpo. “Esse fungo tem uma afinidade por áreas seborreicas, surgindo do couro cabeludo. Por isso, alguns fatores estão relacionados com a doença como predisposição genética, hiperoleosidade, hiperidratação, uso de corticoterapia prolongada, contraceptivo oral, gravidez e diabetes.”, esclarece.

Giselly ressalta que o pano branco tem tratamento, mas as recidivas são frequentes, principalmente em pacientes de pele oleosa ou que utilizam continuamente produtos oleosos. Por isso o uso de shampoos e sabonetes especiais que combatem a oleosidade podem ser indicados como forma de evitar seu reaparecimento.

De acordo com a dermatologista, outra micose frequente no verão é o intertrigo conhecida como pé-de-atleta. “São fissuras que acometem os dedos dos pés causadas pela transpiração excessiva e uso de sapatos fechados por longos períodos”. Para prevenir, a recomendação é secar bem os pés e colocar os sapatos para arejar com produtos antissépticos. “Pacientes diabéticos devem ter um cuidado especial já que se não tratada corretamente a doença pode evoluir para erisipela, feridas avermelhadas, inflamadas e dolorosas na pele”, alerta a médica.
Tecnologia do Blogger.