Leia após a publicidade


Victor Maia é coreógrafo do quadro Lata Velha, do Caldeirão do Huck. Foto: Oséias Barbosa


Muitos brasileiros já estão focados no Carnaval, que vai começar daqui poucos dias. E para os foliões de plantão no “esquenta” para os blocos de rua e escolas de samba que querem fazer bonito e mostrar samba no pé, Victor Maia, coreógrafo do quadro Lata Velha, do Caldeirão do Huck, e do musical “60, uma década de arromba”, dá algumas dicas:

Divirta-se: sempre se divirta. Samba é uma dança popular, então todo mundo pode dançar! Não pode ter julgamento. Do miudinho ao samba no pé, o mais importante é ser feliz e brincar. Um sorriso no rosto sempre ajuda, já que o carnaval é felicidade e troca de energia positiva. Por isso, nada de ficar olhando para os seus pés, pois o importante é se divertir. 

Ensaiando: você pode buscar aula de samba, que algumas escolas de dança especializadas oferecem, ou simplesmente arrastar os móveis de casa, colocar o samba da sua escola do coração, calçar um salto alto ou, se preferir, um sapato confortável e se deixar levar pelo ritmo!

Postura e cabeça fresca: uma boa postura ajuda muito. É importante estar com o “corpo organizado” para executar os passos com charme. Entenda que dançar é celebrar, por isso, é importante, antes de começar a sambar, esquecer os problemas na cabeça. Deixe para resolve-los depois que já tiver gasto a sua energia dançando.

Escutar o ritmo: escutar bem a batida do samba é muito importante, já que existe uma variação grande na velocidade rítmica. Tem samba de gafieira, partido alto, entre outros, e é necessário que as pernas correspondam ao ritmo da música.

Homens e mulheres: em relação ao samba no pé, na prática mesmo, tem umas diferenças para homens e para mulheres. Uma delas é que, enquanto eles se apoiam no calcanhar para dançar, elas se apoiam nas pontas do pé. Isso significa que homens e mulheres colocam o pé no chão de forma diferente enquanto dançam.

Alimentação: evitar gordura e açúcar, principalmente à noite. Opte sempre por uma alimentação rica em proteína, legumes e frutas! Alimentos integrais são sempre bem-vindos. Esses são nutrientes essenciais para não perder a energia e a saúde. Sem esquecer nunca: beba água! Se hidratar é o segredo principal para dar conta de horas e horas de samba no pé!

Para começar: uma boa dica é começar pelo miudinho, já que o segredo é não afastar muito as pernas do eixo do tronco enquanto samba.  Então dá para ir pegando de leve. Observe os outros e entenda o funcionamento das pernas: primeiro uma perna na frente depois a outra, sempre pulsando o corpo na batida do samba. Aos poucos, com a prática, vai ficando mais natural e aí é só ampliar os movimentos e cair na avenida!

Com as dicas de Victor Maia, fica mais fácil aprender a samba e cair no carnaval, não é? Agora é treinar para aproveitar a folia.
Tecnologia do Blogger.