Leia após a publicidade

Verão com muito calor e praias cheias – um convite à diversão. Ao percorrer a orla, é possível observar quiosques com som além da medida. Por isso, a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semdesu) - Fiscalização Ambiental/Disque-silêncio, intensificou a fiscalização por meio do Projeto Verão, para atender denúncias de poluição sonora geradas com mais frequência nessa época. A prioridade é o atendimento na orla.

A fiscalização é feita diariamente, inclusive nos finais de semana e feriados, com aumento do efetivo nas sextas e sábados à noite. Conforme a legislação, nas áreas residenciais, a tolerância é de 50 decibéis no período noturno e 55 decibéis no período diurno, conforme estabelece a legislação.

A ação fiscal do município tem como objetivo a educação, porém a equipe está atenta à necessidade de notificar, interditar, autuar e apreender equipamentos sonoros.

Segundo o subsecretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Gorza, é necessário que se crie, em todos os sentidos, a cultura da convivência harmoniosa. “O fiscais orientam sobre os limites de ruído. É necessário que o cidadão cumpra o que a lei determina”, completou.

Redução de denúncias

Em 2017, foram atendidas 7.680 denúncias de barulho excessivo -13,5% a menos do que o ano de 2016. De acordo com coordenador da Gerência de Poluição Sonora, Luiz Delfino Canal, a redução significa a eficiência da Prefeitura  no controle deste tipo de poluição. “É reflexo da intensificação de ações de controle de ruídos pela fiscalização ambiental e ações integradas em parceria com a Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil, Ministério Público Estadual”.

Serviço

Disque-silêncio – 24h
Ligue para a Ouvidoria Municipal 162

Tecnologia do Blogger.