Leia após a publicidade

Especialista dá dicas de como organizar as contas neste início de ano para ter saúde financeira o ano todo

O início de um ano é tempo para iniciar novos ciclos, principalmente na vida financeira. Para quem teve dificuldades em manter as contas em dia em 2017, essa pode ser a oportunidade de mudar de postura. E o conselho para passar o ano sem sufoco é o mesmo há tempos: planejamento.

O primeiro mês do ano, janeiro, já começa dando um susto com contas como IPVA, IPTU, matrícula e material escolar. A especialista em finanças da Dacasa Financeira, Sara Rodrigues, explica que o planejamento é importante para avaliar o que poderá ser pago à vista e quais contas precisarão ser parceladas.

“Planejar significa listar as receitas e despesas para apurar o quanto irá sobrar e assim poder fazer planos para essa renda. É importante especificar as despesas fixas e esporádicas também, para que se tenha um conhecimento sólido e atual da situação financeira”, destaca Rodrigues.

Se os descontos para pagamentos à vista puderem ser aproveitados, melhor. Mas se o orçamento ficou apertado, o parcelamento sem juros pode ser a solução mais viável. “Desde que se pague em dia, o parcelamento é uma boa saída para quitar muitas despesas que não cabem no orçamento mensal ou podem ser diluídas para não ficarem tão pesadas. Porém, é preciso ter atenção para não se enrolar”, disse.

A fatura do cartão de crédito com as contas das festas de fim de ano também pode ser uma surpresa desagradável capaz de comprometer o orçamento do início de ano. Se não houver como pagá-la integralmente, a dica é buscar logo a negociação para não deixar os juros correrem. No caso de um descontrole, recorrer a um empréstimo com juros menores pode ser a melhor solução para salvar as finanças do ano.
Tecnologia do Blogger.