Leia após a publicidade

Foram quase dois meses de férias escolares, muitos já começavam o período de descanso no início de dezembro do ano passado. As crianças e adolescentes aproveitaram o tempo sem aula para relaxar, se divertir e curtir a família e amigos, mudando suas rotinas. Ir dormir muito tarde e acordar mais tarde ainda, além de comer em horários diferentes ou até mesmo pular refeições são algumas das situações que caracterizam bem o período de férias.
Mas esses hábitos são o suficiente para que o organismo sofra consequências mais tarde, já que o corpo estava acostumado com uma outra rotina. A alteração repentina da hora do sono pode ocasionar mudanças hormonais no corpo das crianças e adolescentes, gerando um sono de má qualidade e, consequentemente, o cansaço diurno.

Além disso, segundo um estudo feito com 11 mil crianças na Inglaterra e publicado na revista Epidemiology e Community Health, a falta de rotina na hora do sono pode prejudicar a capacidade de aprendizado das crianças. Por isso, com as aulas se aproximando, é importante manter os ponteiros do relógio biológico, principalmente na hora de dormir.

A médica especialista em Medicina do Sono e cooperada da Unimed Vitória, Zuleika Paim, conta que a privação de sono gera uma sonolência durante o dia, que prejudica as pessoas em suas atividades diárias, especialmente o rendimento das crianças na escola. Para a volta às aulas ser menos traumático, a médica dá algumas dicas:

  • Os pais devem regular o relógio biológico das crianças, principalmente nos dias que antecedem a volta para a escola. Importante ter horários definidos para dormir e acordar;
  • Faça do quarto da criança um ambiente indutor de sono. Silencioso, escuro e fresco;
  • Evite utilizar a cama para a criança ver televisão;
  • Um banho morno e relaxante antes de ir para a cama ajuda o sono;
  • Reduzir o pique intenso das férias e fazer, com os pequenos, atividades leves e relaxantes horas antes de dormir;
  • Sonecas durante o dia são aceitáveis, desde que não sejam exageradas e não comprometam o descanso a noite;
  • Evitar oferecer alimentos pesados.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.