Leia após a publicidade

Com a volta às aulas, livros, cadernos e apostilas preenchem o dia a dia dos estudantes, que retomam à rotina escolar com suas mochilas lotadas de materiais escolares que serão utilizados durante todo o ano letivo.

Além do bom desempenho escolar, pais e educadores devem ficar atentos a outro fator importante: a postura das crianças e adolescentes. Mochilas pesadas e posição corporal errada podem ser causadores de problemas futuros.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o peso recomendado das mochilas, é de 10% do peso da criança. O ortopedista Daniel Pinheiro de Sousa, da Clínica GlobalMed, explicou que o uso de modo prolongado e incorreto das mochilas, bem como, a má postura,  podem causar dores, principalmente lombares e pelo corpo.

“Dentre as patologias da coluna vertebral, as principais complicações são a hipercifose, que é o aumento da curvatura da coluna, a hiperlordose, que leva a um aumento da curva lombar, e a escoliose, gerando uma curvatura lateral da coluna vertebral”, informou o especialista.

O médico alertou que os pais devem observar se a criança está levando a quantidade de material adequada para o cronograma do dia, limitando o máximo possível de peso, para que a mochila possa ficar mais leve.

“Procurar organizar a mochila também é importante, colocando os livros maiores e mais pesados no fundo, para que haja um maior contato com a coluna. A mochila deve ficar na altura dos ombros e toda apoiada ao longo das costas. Alças que prendem na frente também ajudam a dar mais estabilidade”, orientou o ortopedista.

Na hora de comprar a mochila, a dica é optar por aqueles modelos tradicionais de dupla alça, que permitem melhor distribuição do peso.

“Já as mochilas com apenas uma alça, ou fazer uso em apenas uma das alças, não são recomendadas, pois elas sobrecarregam um lado da coluna e isso acarreta em problema lombares futuros”, explicou Daniel.


Atenção na hora de sentar

Além do uso inadequado da mochila, outro hábito prolongado que pode causar problemas ortopédicos é a má postura na hora de sentar, seja na sala de aula ou em casa.

O ideal é fazer o apoio dos pés, deixando-os totalmente em contato com o solo. Caso a cadeira não permita ou não tenha o recurso para regulagem do apoio da coluna, fazer uso de um travesseiro ou almofada, mantendo a coluna vertebral reta. Outra dica importante é manter a parte superior da tela do computador ao nível dos olhos.

“Ficar muito tempo utilizando aparelho eletrônicos com uma hiperflexão da coluna cervical também pode gerar queixas a curto e médio prazo, principalmente hoje em dia em que as crianças passam horas na frente de notebooks, celulares ou tablets”, ressaltou o ortopedista.

Seja na escola ou em casa, é fundamental que os responsáveis redobrem a atenção e orientem seus filhos e alunos quanto à importância de se adotar a postura adequada.

“A postura correta, nada mais é do que a aquisição de um hábito, logo é importante corrigir as crianças, bem como seguir tais parâmetros, uma vez que servimos de norte para eles”, concluiu o ortopedista.


 - Fique atento a algumas dicas:
- Limitar o máximo possível peso da mochila. Coloque os livros maiores e mais pesados no fundo, para que haja um maior contato com a coluna.
- O peso recomendado pela Organização Mundial de Saúde, das mochilas, é de 10% do peso da criança.
- Opte pelas mochilas de dupla alça, que irão distribuir melhor o peso da bagagem.
- As mochilas de rodinhas podem ser usadas, desde que da forma correta. Quando a criança estiver puxando, o braço não deve ficar totalmente esticado.
- Para aliviar o peso da mochila, as escolas também podem contribuir com algumas medidas,  como adotar o uso do fichário, usar o armário do colégio e adotar plataformas eletrônicas.
- Na hora de sentar, o ideal é manter os dois pés apoiados no chão.
- Ao usar o computador, manter a parte superior da tela do ao nível dos nossos olhos.
- É importante fazer uma pausa a cada hora sentado, não importa que atividade esteja fazendo. Isso ajuda tanto a circulação, como contribui para alongar a musculatura.
- É de crucial importância também que a criança pratique exercícios físicos, como jogar bola, natação, etc.
- Se a criança começar a reclamar de dores pelo corpo ou dores nas costa, procure um ortopedista.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.