Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO
O porto, que alcançou em 2017 a marca de 100 milhões de toneladas de celulose movimentadas, se prepara para o futuro


Localizado em Aracruz (ES) e controlado por duas das principais empresas brasileiras do setor florestal (Fibria e Cenibra), Portocel – Terminal Especializado de Barra do Riacho é reconhecido como o mais eficiente do mundo na movimentação de produtos florestais. No dia 28 de fevereiro, o terminal celebra 40 anos de operação e, nesse período, já movimentou mais de 100 milhões de toneladas de celulose, marca alcançada em 2017.

A data será celebrada em uma solenidade que marca a inauguração de obras de modernização, realizadas ao longo do último ano e no início de 2018. No mesmo evento serão inaugurados os novos guindastes de movimentação de madeira instalados no Terminal de Barcaças. Juntos, os dois empreendimentos somam R$ 85 milhões de investimento e geraram 450 postos de trabalho na execução das obras.

Os investimentos em melhorias no Portocel incluíram a reforma e modernização de dois armazéns; a recuperação dos pisos e estruturas dos berços de atracação; além do ramal ferroviário que interliga Portocel à Cenibra. Também foram modernizados os sistemas de iluminação e de drenagem pluvial. Outra melhoria foi na portaria que dá acesso ao porto, visando otimizar o fluxo de carretas e a segurança do trânsito. O porto passou ainda por um processo de dragagem, estando apto a receber navios de calado maior.

“Essas melhorias contribuem para aprimorar ainda mais a nossa eficiência operacional e nos prepara para o futuro, na busca de soluções em gestão e serviços que ampliem a nossa competitividade, contribuindo para ampliação do potencial logístico do Espírito Santo e do Brasil”, afirma Patricia Dutra Lascosque, diretora-superintendente da Portocel. Ela destaca que, desde que começou a operar, há quatro décadas, Portocel multiplicou em quase nove vezes a movimentação de celulose e ampliou em 342% a média anual de navios recebidos.

De 1978 a 1995, o porto operava com apenas um berço. Recebia, em média, 64 navios por ano e movimentava 700 mil toneladas/ano. De 1996 a 2008, com dois berços, a média anual de navios subiu para 256 e a movimentação média anual passou para 2,8 milhões de toneladas de celulose. De 2009 a 2016, operando com três berços de atracação, o terminal recebeu média anual de 306 navios e 433 barcaças, com movimentação média de 9,2 milhões de toneladas/ano.

Além de ser reconhecido por sua eficiência, Portocel também é referência em baixo custo operacional e é o maior requisitante de trabalhadores portuários avulsos no Espírito Santo. O terminal controlado pela Fibria e Cenibra é um dos únicos do Brasil integrado a diferentes modais de transporte – rodoviário, ferroviário, tuboviário (dutos), marítimo de longo curso e cabotagem. Está preparado para movimentar, com a mesma eficiência, outras cargas compatíveis com a celulose, que chegam ao porto por via rodoviária, ferroviária e marítima.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.