A estação espacial chinesa Tiangong-1, de 10 toneladas, em uma descida descontrolada a partir da órbita terrestre baixa, entrou à atmosfera do planeta sobre o sul do oceano Pacífico, às 21h15 de Brasília. A maior parte de seus pedaços caiu sobre o oceano Pacífico, afirmou a agência espacial chinesa.  

Notícias anteriores especularam que a estação havia caído no oceano, próximo a São Paulo, mas o serviço militar norte-americano também confirmou que a queda ocorreu no Pacífico.  A estação de mais de dez metros de comprimento foi lançada em órbita pela China em 2011 como parte de um programa espacial ambicioso do país. Sua missão terminou cinco anos depois, em 2016. Desde então, é esperada sua queda na Terra. Em dezembro de 2017, a China disse na ONU que o evento deveria acontecer em março deste ano.

O tabloide chinês "Global Times" publicou nesta semana que a grande atenção midiática dada à queda era "inveja" do programa espacial chinês, já que é normal para estações espaciais entrarem na atmosfera. 

Rastreamento nos EUA pela 18SPCS confirma reentrada no Pacífico

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.