Leia após a publicidade

Espaço, com 19 mil metros quadrados, será entregue em dezembro

A Vale dá início nesta quinta-feira (12/4) à construção do Atlântica Parque, nova área de lazer e esportes da Praia de Camburi. Com 19 mil metros quadrados, a área vai abrigar campo de futebol, pistas de skate e de bicicross, além de playgrounds, áreas para musculação e ginástica funcional, espaço para pets, decks, mirantes e áreas livres com árvores, pergolados, jardins e bancos.

O parque de esportes terá a maior pista de skate do Estado e uma das maiores do país. O local vai abrigar os mais modernos equipamentos esportivos gratuitos e a céu aberto da Grande Vitória e vai ser totalmente acessível a pessoas com dificuldades de locomoção, além de contar com árvores já transplantadas em tamanho grande nas áreas de convivência, para garantir mais conforto aos frequentadores. 

O projeto do Atlântica Parque contou com a participação da comunidade desde o início. Seu nome foi escolhido em votação online com mais de 12 mil acessos. Antes mesmo disso, o projeto, que até então era focado nas áreas de esportes, foi redesenhado com base no resultado de uma pesquisa feita com mais de 500 moradores e frequentadores da região e ganhou mais equipamentos de lazer e convivência.

O Atlântica Parque será entregue em dezembro deste ano. Sua construção, realizada pela empresa capixaba Metalvix, vai gerar 150 empregos no pico da obra. Até que o parque seja entregue, a área será protegida por um tapume, sem interdição no calçadão.

Termo de Compromisso Ambiental

O Atlântica Parque faz parte das ações de recuperação da região Norte da Praia de Camburi que estão sendo realizadas pela Vale através de um Termo de Compromisso Ambiental assinado com o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual, a Prefeitura de Vitória e o governo do Estado.

O termo prevê ainda, como principal ação, a recuperação da faixa de areia que não é banhada pelo mar no extremo Norte da Praia e a construção de um outro espaço, o Parque Costeiro, voltado para educação ambiental, cujo projeto está em elaboração. Os objetivos, premissas e o escopo dos parques foram definidos pela Prefeitura de Vitória e pela Vale.

O projeto para a recuperação da faixa de areia já foi entregue para avaliação dos órgãos ambientais. Ele será executado conforme recomendação técnica do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória (Semmam).

Ainda como parte do TCA, Vale e Prefeitura de Vitória assinaram no início de abril um termo de cooperação técnica para viabilizar a contratação de estudos necessários para a recuperação da erosão que atinge a parte Sul da praia, próximo ao Píer de Iemanjá. Pelo convênio, a Vale se responsabiliza a arcar com os custos dos estudos e entregá-los para que a prefeitura realize as intervenções necessárias. O convênio tem duração prevista de 9 meses e o prazo para entrega do estudo será definido após a contratação da empresa.

Além das ações citadas acima, o Termo de Compromisso Ambiental contempla também o monitoramento específico da área da praia que receberá a intervenção como parte do processo de recuperação. Cabe destacar que a execução das ações previstas no TCA estão sendo acompanhadas pela Comissão formada por membros dos órgãos que assinam o termo e por representantes das associações de moradores de Jardim da Penha, Mata da Praia e Jardim Camburi.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.