Leia após a publicidade

A Netflix lançou no último dia 27 a segunda temporada da série não Norte-americana mais assistida nos Estados Unidos, 3%, protagonizada por Bianca Comparato a temporada atual conta com 10 episódios, somando com os oito mais da primeira temporada, totalizando assim 18 episódios.

A segunda temporada conta com 10 episódios (Foto: Divulgação)
Acompanhando a primeira temporada de 3%, assim como qualquer outra série, o maior medo sempre foi de que a história não seguisse o mesmo fluxo de atuação, roteiro e cinematografia nas próximas temporadas, e desde o primeiro episódio da segunda temporada foi notório um nível mais amplo de cautela e capricho com a construção/reconstrução e manutenção dos personagens, além da riqueza cinematográfica, fazendo com que a série ganhasse mais ação e emoção.

Para bons entendedores a primeira série brasileira 100% produzida pela Netflix além de simplesmente abordar a meritocracia, faz uma rala analogia ao Brasil e os brasileiros, ao sistema da direita brasileiro de ser, de que quem se esforça, alcança, e do qual o estado não tem de intervir no desenvolvimento acadêmico e profissional do cidadão, alegando que todos independentemente de condição financeira, etnia e seja lá qual for o critério, tem as mesmas chances e oportunidades.

Assim como na primeira temporada, a segunda temporada prende o espectador episódio a episódio,  tendo no último aquele gosto de: "Quero mais".

Com terceira temporada planejada para 2019, a série nacional é projetada desde o início para durar cinco temporadas. 

Digo com toda as propriedades: "Com 3% a Netflix Brasil é a criadora do próprio mérito".





Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.