Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO
Apesar de vir perdendo espaço como o mês com maior incidência de casamentos no Brasil, maio ainda assume uma posição de protagonista no setor de festas quando se fala em matrimônios. Todos os anos, é inevitável chegar nessa época e não mencionar o segmento, que cresceu muito na última década e passou a movimentar bilhões na economia brasileira. 
  
E quem entende de festas, sabe bem como os dados levantados pela Abrafesta (Associação Brasileira de Eventos), que apontam que o número de casamentos no país já passou de um milhão ao ano e os gastos com a cerimônia aumentaram, em média, 10,4%, são facilmente comprováveis.  
  
É o caso de Ariane de Oliveira, que comanda um dos principais cerimoniais do Espírito Santo, o Centro de Convenções de Vila Velha. De acordo com ela, a procura de agendas por casais que desejam trocar alianças é, sim, maior em maio, porém a demanda tem sido cada vez mais diluída. “Os meses de abril e setembro, por exemplo, são os que mais realizaremos cerimônias, seja em nosso espaço físico ou pelo serviço de buffet externo oferecido”, conta.  
  
Mas, independentemente de quando são realizados, esses eventos se portam como um negócio bilionário no Brasil. Ainda segundo a Abrafesta, houve aumento de 25% no número de casamentos em 2017, em relação a 2016, registrando 1,1 milhão de cerimônias no ano, ou seja, cerca de 3 mil matrimônios realizados por dia. Sem dúvidas, um número expressivo. Em média, os brasileiros desembolsam R$ 15 bilhões com as festas realizadas. 
  
Porém, além do que é gasto em dinheiro, o crescimento desse setor também tem contribuído, e muito, com o mercado de trabalho. Ariane de Oliveira, explica, por exemplo, que para realizar uma festa como as que o seu cerimonial costuma receber, são envolvidos cerca de 120 funcionários. “Esses profissionais se dividem em áreas como garçom, cozinheiros, técnicos de som, montagem de estrutura, entre outras. É uma infinidade de oportunidades que são geradas e possibilitam ajudar diversas famílias a tirar o seu sustento”, acrescente Ariane.  
  
O fato é que o casamento é, além de um momento muito especial para o casal, uma grande oportunidade para movimentar todo um setor. “Mais do que realizar o sonho de duas pessoas, o casamento também contribui para realizar o desejo de muita gente que procura uma oportunidade para se encaixar e, ainda, colabora para a estabilidade do nosso país durante esse momento de turbulência”, conclui Ariane de Oliveira. 

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.