Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO

Em cinco anos, entre 2012 e 2017, a população idosa com 60 anos ou mais de idade cresceu 18,8%. Essa realidade, que mostra o envelhecimento da população brasileira, foi constatada na pesquisa Características Gerais dos Domicílios e dos Moradores 2017 e divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nessa fase da vida, são muitos os desafios a serem encarados pelos idosos: dificuldades em conviver socialmente, problemas financeiros, algumas complicações de saúde, dentre outros.

Na avaliação do médico geriatra Luiz Gustavo Genelhu, apesar de não existir uma solução imediata, é possível adotar algumas medidas para promover a saúde e o bem-estar àqueles que chegaram à terceira idade.

“A colaboração dos familiares é fundamental. Propiciar momentos de convivência e carinho em família, ajudar a organizar as medicações, marcar consultas médicas e estar atento ao calendário de vacinas são medidas importantes. Se necessário, vale organizar uma escala de atividades para que todos participem”, orientou o médico.

Com o avanço da idade, aumenta também a incidência de patologias comuns em idosos. Para o geriatra Luiz Gustavo Genelhu, é importante que a família se informe e busque orientações com profissionais especializados acerca dos cuidados sobre prevenção e tratamento das doenças.

“É essencial manter a independência e a vida ativa na terceira idade e três pilares fundamentais devem ser priorizados: acompanhamento médico regular, bom convívio social e atividade física”, concluiu o geriatra.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.