Header Ads





Leia após a publicidade

A Polícia Civil e técnicos da EDP realizaram na manhã desta terça-feira, dia 26, uma inspeção em uma distribuidora de bebidas localizada no bairro Praia de Mar Azul, em Aracruz. No local foi constatada uma fraude no medidor de energia elétrica, caracterizando furto. O responsável pelo estabelecimento, que estava no local, foi conduzido para a Delegacia Regional de Aracruz.

Durante a inspeção foi constatado que o medidor foi manipulado e parte a energia consumida não estava sendo paga pelo proprietário do local.

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: "Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa".

Além do processo criminal, os responsáveis pelos estabelecimentos irão arcar, conforme a regra da Resolução ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

Perigo

O furto de energia, além de ser uma prática perigosa, pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população que sofre com a falta do fornecimento em suas residências e ruas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda devido à queda na qualidade da energia.

A EDP pede que a população contribua e denuncie ligações irregulares. Para isso, disponibiliza canais de atendimento, como o aplicativo EDP Online, site www.edponline.com.br, o Call Center (0800 721 0707) e as Agências de Atendimento ao Cliente. O sigilo é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.