Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO

Todo jovem, ao entrar na Faculdade sonha com uma mudança de vida. Alguns têm, inclusive o sonho de abrir um negócio próprio, ao terminar o curso desejado. Esse é o caso do empresário Eder Dagostini, morador de Bairro de Fátima, que cursou o curso de Gastronomia e que após ter trabalhado em alguns restaurantes resolveu abrir sua Hamburgueria.

Ele conta que iniciou o curso em 2010 e que lá desenvolveu algumas habilidades, já que possuía intimidade com a cozinha e por isso resolveu apostar no curso. “Iniciei em 2010 e como já tinha uma certa agilidade na cozinha, então resolvi apostar nisso e desenvolver meu dom”, conta o empresário.
"Resolvi abrir meu próprio negócio pois não estava satisfeito com o que o mercado oferecia", desabafa o Gastrônomo Eder Dagostini.
Mas, ao terminar os estudos, o grande desafio é: encontrar o emprego ideal ou que esteja à altura de sua graduação. E isso aconteceu com o jovem estudante, pois ao sair da faculdade esse foi o maior de suas dificuldades. 

Achar um trabalho que empregue pessoas qualificadas foi o maior desafio e dificuldade, pois muitos empregadores não querem pagar o valor ao qual realmente o profissional merece, por ter dedicado anos e anos de estudo.

Sendo assim, o jovem Gastrônomo resolveu ir à luta e abriu seu próprio empreendimento. A Hamburgueria Du Chefe, é uma lanchonete gourmet delivery e com hambúrgueres artesanais dos mais variados sabores. “Iniciei nesse caminho pois, não estava satisfeito com o que mercado estava oferecendo e resolvi ter algo que seja meu”, diz.
Especialidades da casa, são os hambúrgueres gourmet.
Foto: Arquivo Instagram.

Eder conta, também, que as vantagens de se ter o curso superior e abrir o próprio negócio é o fato de ter o conhecimento apurado. Ter dom é bom, mas ter o estudo sobre a área é mais vantajoso. “O conhecimento que adquiri através da faculdade e muitos deles eu uso principalmente na área administrativa da empresa e aprimorar ainda mais os meus serviços”.

Mas, não parou por aí e Eder ainda prevê ampliação dos serviços e também abrir um espaço físico, em breve. “Em breve vou abrir para o público e também um espaço físico e estou só juntando recursos para poder comprar o que tiver para fazer isso”, conclui o empresário Eder Dagostini.

O estudo superior é um grande desafio, mas traz grandes resultados. Assim como Eder, os jovens que se empenharem e adquirir conhecimento de uma área específica e após isso abrir um negócio próprio terão mais chances de ter sucesso no mundo do empreendedorismo.

Pesquisa mostra maior presença de jovens nos negócios

Jovens como o Gastrônomo Eder têm maior participação no mercado, segundo as pesquisas. Em 2017 o número de empreendedores entre 18 e 34 anos que estão envolvidos na criação do próprio negócio cresceu. Já são 15,7 milhões de jovens que estão levantando informações para ter um negócio ou que já têm empresa com até três anos e meio de atividade, um aumento de 7 pontos percentuais, na participação relativa, na comparação com 2016.


Os dados fazem parte do relatório executivo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizado no Brasil pelo Sebrae em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP). A pesquisa mostra que um em cada três adultos brasileiros, entre 18 e 64 anos, é empreendedor ou está envolvido na abertura do próprio negócio. Aumentou também, de 57% para 59%, o percentual de brasileiros que empreendem por oportunidade. (Fonte: Redação, Agência Sebrae, 12 de junho de 2018, às 8h50.)

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.