Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO
Mais uma unidade do programa Escola Viva entrará em funcionamento neste ano: o Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Dr. Getunildo Pimentel, em Novo Horizonte, no município de Serra. A unidade foi inaugurada, na manhã desta terça-feira (03), pelo governador Paulo Hartung, o prefeito Audifax Barcelos e o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

“É uma alegria enorme estar aqui e inaugurar essa obra tão importante na Serra. Com o nome da escola, estamos homenageando uma pessoa que me acompanhou no início da minha vida política, o Dr. Getunildo Pimentel, que foi uma pessoa muito querida e trouxe muitas conquistas para o povo da Serra. A escola é um verdadeiro palácio da educação, aqui estamos abrindo uma porta de oportunidades para os nossos jovens. Não tem instrumento mais poderoso no mundo do que o conhecimento. Estamos em época de Copa do Mundo e é claro que eu torço pelo Brasil, é claro que eu me emociono com um jogo como o de ontem, mas o campeonato que eu quero ganhar não é um campeonato de futebol. O campeonato que eu quero ganhar é tornar o Espírito Santo o melhor provedor de jovens qualificados do País”, destacou o governador Paulo Hartung.

Foto Fred Loureiro. Secom.

A família do Dr. Getúlio Pimentel esteve presente durante a inauguração e emocionado o filho dele falou sobre a homenagem. "Estamos muito honrados de estar aqui hoje. Meu pai amava muito a Serra e deixou marcas importantes nesse município, em prol da Serra e do Espírito Santo", contou Getúlio Pimentel.

A Escola Viva Dr. Getunildo Pimentel fica em Novo Horizonte, na Serra, e vai iniciar as atividades, em tempo integral, no dia 23 de julho, abrindo 640 vagas para estudantes da 8ª e 9ª série do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª série do Ensino Médio, proporcionando um leque de oportunidades para os jovens capixabas.

Em Serra, essa é a segunda unidade do programa. A primeira é a Escola Viva Joaquim Beato, localizada no bairro Planalto Serrano, com capacidade de atendimento de até 720 estudantes do 7º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

A nova unidade é composta por 16 salas de aula; sala de professores, biblioteca; sala de artes, dois laboratórios de informática; laboratório de Física/Química; laboratório de Biologia/Matemática; auditório; sala de recursos, vestiários, anfiteatro e quadra poliesportiva coberta. As obras foram realizadas pelo Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (Iopes) com investimento de R$ 12 milhões.

"Estamos entregando essa belíssima escola. Crescemos a oferta de Ensino Médio em todo o Estado. Na Serra, são 25 escolas públicas ofertando Ensino Médio em tempo parcial e essa é a segunda com oferta de educação integral. A primeira foi implantada em 2016, em Planalto Serrano, com a Escola Viva Joaquim Beato. Essa é a 32ª unidade Escola Viva que entra em funcionamento e são 20 mil vagas à disposição da juventude em todo estado. Estamos muito felizes com mais essa entrega. Essa é umas das 51 obras de escolas que recebemos paralisadas em 2015 e que com muito esforço retomamos uma a uma. Das 51, até o final de 2018, serão 46 escolas entregues e cinco estarão em obras", ressaltou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.
Foto Fred Loureiro. Secom.

As estudantes Carolaine de Jesus Silva e Jamilly Victoria Barbosa estão ansiosas para iniciar as atividades na nova unidade. "A escola ficou linda e eu quero muito estudar aqui. Vai uma experiência maravilhosa. Quero ser protagonista da minha vida fazendo parte dessa escola", contou Carolaine.

O diretor Claudio Santiago contou que a conquista é muito relevante para todos. "A unidade Escola Viva vai trazer grandeza para o bairro Novo Horizonte, pois teremos muitos sonhos e projetos de vida de jovens sendo construídos aqui, com profissionais de altíssimo gabarito para poder fazer com que os sonhos desses estudantes sejam realizados da melhor maneira possível. Estamos muito felizes com essa conquista".

Pacto pela Aprendizagem no ES

E tem mais notícia boa. Mais um importante município vai somar esforços pela melhoria da qualidade da educação básica. Durante a solenidade de inauguração, o município da Serra assinou a adesão ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes).

“Hoje é dia de comemorar. Estamos muito felizes e animados com mais esse investimento na Serra. Firmamos uma parceria para promover a qualificação da Educação. Mas Educação não é papel só da escola, é também da família. Contamos com toda a sociedade para promover uma educação de qualidade para as nossas crianças e jovens”, ressaltou o prefeito da Serra, Audifax Barcelos.

Atualmente, 76 municípios já fizeram adesão ao Paes e poderão contar com os recursos do Fundo Estadual de Apoio à Ampliação e Melhoria das Condições de Oferta da Educação Infantil no Espírito Santo.

Os municípios que já assinaram o termo de adesão são: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Aracruz, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Fundão, Ecoporanga, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Pavão e Vila Valério.

Além desses, mais quatro municípios também já demonstraram interesse em fazer parte desse grande movimento pela educação são: Apiacá, Baixo Guandu, Viana e Vila Velha. Em breve, nessas cidades, ocorrerão as solenidades de assinatura de adesão do Paes.

Homenagem

Para homenagear um cidadão de valor do nosso Estado, a 32ª unidade do programa Escola Viva recebeu o nome de Dr. Getunildo Pimentel.
Getunildo Pimentel nasceu em 29 de novembro de 1933, filho do Pastor Getúlio Pimentel Loureiro e Hilda da Penha Pimentel. Foi casado com a professora Lea Ramos Pimentel e pai de quatro filhos.

Era dentista por formação e foi eleito por duas vezes vereador na cidade de Serra e presidente da Câmara de Vereadores, no biênio 1969-1970. Neste período, conseguiu trazer energia elétrica para a sede do município e fundou o Colégio Serrano, onde foi o primeiro professor de Ciências. 

Foi secretário municipal de Educação, trazendo 25 escolas para Serra, e membro e um dos criadores da Academia de Letras do município. Também foi presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Espírito Santo (IPAJM) de 1987 a 1990.

Foi um homem de palavra e de coragem, que assumiu posições firmes durante toda sua vida. Na política, era um idealista, acreditando em uma sociedade mais justa com oportunidades iguais para todos, e muito contribuiu para o desenvolvimento do município de Serra e do Estado do Espírito Santo.

Sempre ajudou instituições sociais, com destaque para o Orfanato Cidade Garoto, também ajudou a criar muitas lojas maçônicas em vários municípios. Dr. Getunildo Pimentel faleceu em 2010, aos 76 anos.

Escola Viva

Atualmente, o programa Escola Viva conta com 32 unidades, ofertando 20 mil vagas, em 23 municípios do Estado.

A Escola Viva nasceu para ser uma escola de educação integral, com experiências educacionais amplas e profundas. Formar jovens capazes de realizar sonhos, competentes no que fazem e solidários com o mundo em que vivem. É com esses objetivos que o programa Escola Viva foi implantado e está sendo ampliado na rede pública estadual.
Foto Fred Loureiro. Secom.

A Escola Viva possui um conjunto de inovações: acolhimento aos estudantes, às equipes escolares e às famílias; avaliação diagnóstica/nivelamento; disciplinas eletivas; salas temáticas; ênfase práticas em laboratórios; tecnologia de gestão educacional; tutoria; aulas de projeto de vida; aulas de práticas e vivências em protagonismo; aula de estudo orientado; e aprofundamento de estudo (preparação acadêmica/mundo do trabalho).

Além da estrutura diferenciada e do currículo inovador, na Escola Viva os profissionais possuem dedicação integral e o tempo que o aluno permanece na escola é de 9 horas e 30 minutos. A carga horária é das 7h30 às 17 horas, sendo 1h20 minutos para o almoço e dois intervalos de 20 minutos para o lanche, ofertados dentro da escola.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.