Header Ads


LEIA APÓS O ANÚNCIO
Cada vez mais, as marcas de moda e beleza estão se preocupando em agredir menos o meio-ambiente. No caso das empresas que fabricam cosméticos, o movimento é para que acabem os testes em animais. Atualmente, existe a ONG internacional Cruelty Free, que que regula e certifica os laboratórios e companhias que não utilizam cobaias, as identificando com um selo com o desenho de um coelho. Os cosméticos que levam o símbolo de aprovação da ONG podem conter produtos de origem animal, como cera de abelha e derivados do leite.

No Brasil, a lei que regula a produção de cosméticos só permite o uso de cobaias em casos específicos, como para avaliar irritação e corrosão da pele, irritação ocular e toxicidade aguda.
O Projeto Esperança Animal (PEA) faz um levantamento anual de todas as marcas brasileiras que não realizam testes em animais. Na lista publicado em 2017, constam marcas como Adcos, Bio Extratus, Contém 1g, Dailus, Dermage, Embelleze, Farmaervas, Granado, Impala, Latika, Natura e Grupo O Boticário (detentor das empresas Eudora, O Boticário, Quem Disse, Berenice? e The Beauty Box). 

Créditos:
Fotos: Pixabay

Bruno Manske

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.