Leia após a publicidade

Com o tema “Praia Urbana: Mar, Rua, Cores e Pessoas”, a 11ª edição do Vitória Moda 2018 que acontece entre os dias 30 de julho a 04 de agosto promete movimentar a indústria têxtil capixaba.
Foto: Cloves Louzada

“O evento cresceu e se tornou uma semana de moda, assim a meta para este ano é gerar R$ 25 milhões em volume de negócios, pois as marcas irão lançar coleções no evento”, afirma o Presidente da Câmara Setorial da Indústria do Vestuário, José Carlos Bergamin. “Esperamos levar oito mil pessoas, no total, contando a participação nas palestras nos auditórios da Findes e nos salões do Centro de Convenções de Vitória onde acontecem os desfiles e as apresentações das empresas das cadeias produtivas de moda”, explica Bergamin.

“A indústria de moda emprega mais de 13.700 pessoas no ES em 1160 empresas de moda e com estes dados não escolhemos o tema “Praia Urbana: Mar, Rua, Cores e Pessoas” por acaso: “Como o Espírito Santo é um estado com litoral extenso, diversas produções são feitas no estilo tropical, assim optamos por este mote para dar mais oportunidades para diversas marcas participarem e já estarem fabricando as coleções pela proximidade da data do evento”, pontua. “Para este ano, além dos desfiles, palestras economia criativa teremos novamente participação de empresas não ligadas ao vestuário, com o ‘Espaço Gourmet’ que vai contar com produtos gastronômicos de nossa região”, completa Bergamin.   

“O Vitória Moda é o principal evento regional do segmento de moda do Estado e cada vez mais se consolida como referência no Brasil, sendo assim nossa aposta é grande para que em 2018 seja mais uma vez um sucesso”, complementa Bergamin.  Diferente dos anos anteriores o evento tornou-se uma ‘Semana de Moda Capixaba’ e será realizado nos Auditórios da Findes e no Centro de Convenções de Vitória.



Representatividade do Setor de Vestuário na Economia Capixaba

O setor representa 9.5% de todos os estabelecimentos industriais do ES em 2016



De acordo com a Publicação do Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies) do mês de julho, o Espirito Santo se especializou, principalmente, na produção do segmento de confecção. Em 2016, ele foi responsável por 6,8% dos empregos industriais e 7,9% do total de indústrias do Estado. As confecções capixabas buscam manter-se competitivas, frente à concorrência chinesa, com o aumento da qualidade em seus produtos e pelas criações e desenvolvimentos constantes de novas coleções, ou seja, por sua diversificação e pelo design nos produtos. Além disso, as empresas capixabas possuem a vantagem competitiva de estarem próximas dos seus compradores e de conhecer as especificidades do seu mercado consumidor, que possibilitada a criação de produtos mais adequados ao seu público alvo.

É nesse sentido que eventos como o Vitória Moda, onde as marcas lançam, divulgam e vendem suas novas coleções são fundamentais para movimentar, desenvolver e manter o setor competitivo. 

A indústria de vestuário é uma importante fonte na geração de emprego e renda, tanto que as pequenas indústrias são as que mais concentram mão de obra no setor de vestuário, com 45% do total de funcionários em 2016, seguido pelas microempresas com 28,0%. 



Números em 10 anos de evento



Em 10 anos de evento tivemos mais de 85 mil pessoas envolvidas com o projeto, como compradores, profissionais, estudantes, lojistas e visitantes. O evento já realizou 143 desfiles com média de seis mil convidados por edição e contou com 620 expositores, além de gerar cerca de R$ 90 milhões em negócios.



O Vitória Moda 2018 – Ano 11 é uma iniciativa do Sistema Findes, em parceria com o Sesi/Senai- ES e correalização do Sebrae – ES, organização da Premium Marketing Promocional.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.