Header Ads





Leia após a publicidade

Foto: Pixabay
O colesterol alto é um dos principais fatores de risco à saúde do coração. No próximo dia 8 de agosto, comemora-se o Dia do Combate ao Colesterol, uma data que alerta para a importância de se adotar hábitos de prevenção à doença.
Segundo a pesquisa InterHeart, que investigou os principais fatores de risco para infarto agudo do miocárdio na América Latina, 57% dos casos de infarto no Brasil poderiam ser evitados se o colesterol alto fosse adequadamente tratado.
A cardiologista Viviane Coutinho, da GlobalMed Vitória, destacou que a atividade física e alimentação correta são as principais formas de se prevenir o problema.
“O consumo de aproximadamente 30 gramas de nozes, que inclui também castanhas, amendoim, avelã e pistache, reduz a taxa de infarto em 30% e de AVC em 49%, quando associado a uma dieta saudável. Alimentos ricos em ômega 3, como salmão e atum, sementes de chia e linhaça também são protetores do coração, mas estudos não demonstraram benefício maior ao suplementar ômega 3 na forma de comprimidos”, alertou a médica.
Além de dieta adequada e exercícios físicos, o uso de medicamentos é necessário, em alguns casos, para ajudar a controlar as taxas de colesterol.
PESQUISA
Uma pesquisa realizada no Departamento de Nutrição da Universidade Harvard, Estados Unidos, revelou que o consumo diário de cerca de 25 gramas de nozes pode reduzir o nível de colesterol e triglicérides no sangue, o que contribui para evitar problemas cardiovasculares como infarto e AVC.
A equipe de cientistas de Harvard constatou que uma dieta enriquecida com sementes oleaginosas diminuiu em 3,2 % o nível de colesterol total, em 3,7% o LDL (chamado de colesterol ruim) e em 5,5% o triglicérides.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.