Leia após a publicidade

Viagens com mais de quatro horas de duração pedem cuidados especiais



Se você costuma fazer viagens longas de avião ou está planejando uma, é importante ficar atento a um problema que muita gente acha que é mito mas pode, sim, acontecer: a trombose venosa. Ficar muito tempo sentado durante um voo pode levar à formação de coágulos de sangue dentro das veias das pernas. Isso causa um bloqueio da circulação e o sangue não consegue retornar ao coração.

Na semana em que se comemora o Dia do Angiologista, o cirurgião vascular da Unimed Vitória, Fernando Tres explica que a situação pode se agravar caso o coágulo migre para o pulmão, bloqueando a circulação pulmonar. "Isso leva a falta de ar grave e pode ser fatal. É o que chamamos de embolia pulmonar", explica.

Nas viagens de avião com quatro horas ou mais de duração, ficar sem movimentar as pernas e beber pouco líquido pode gerar a trombose. "Pessoas com histórico familiar do problema têm mais chance de serem acometidas", pontua o especialista. Os voos lotados, em que as pessoas ficam em espaços apertados, aumentam o risco.

Grávidas e mulheres que fazem uso de anticoncepcional ou terapia de reposição hormonal também têm mais chance de serem acometidas. "Tomar medicamento para dormir durante todo o voo pode ser um complicador", alerta Fernando Tres.

Cuidados

Mas calma. Não é preciso adiar a viagem. Se você está num grupo de risco, é importante procurar um especialista e adotar medidas de precaução. Para as pessoas, de modo geral, o cirurgião dá algumas dicas importantes para serem adotadas durante o voo.

O ideal, segundo ele, é andar pelo corredor do avião a cada uma ou duas horas. Roupas mais confortáveis e menos apertadas também ajudam. Se está no grupo de alto risco de trombose, uma boa opção é tentar sentar nas cadeiras da frente, que oferecem mais espaço para movimentar a pernas. Quem tem dificuldade de locomoção deve optar pelos assentos no corredor.

"Estender os pés e dobrar os joelhos de hora em hora é outra prática que alivia. É fundamental também beber bastante água durante todo o voo e evitar o excesso de bebidas alcoólicas, que pode levar à desidratação".

Outra orientação importante é evitar remédios para dormir para que não permaneça longos períodos sem fazer movimentos. Fumar também não é indicado. Para alguns casos em que a chance de ter trombose é maior, o médico pode indicar ainda o uso de meias elásticas de compressão. "Em situações mais extremas, de altíssimo risco, pode ser necessário o uso de medicamento anticoagulante", destaca Tres.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.