Leia após a publicidade

Muitos brasileiros não se sentem à vontade para sorrir

No dia 5 de Outubro é comemorado o Dia Mundial do Sorriso. Ter um sorriso saudável e bonito é fundamental para a saúde, além de influenciar na autoestima e na qualidade de vida das pessoas.

39 milhões de brasileiros usam próteses dentárias.
Foto: Pixabay.
Porém muitos brasileiros não se sentem confortáveis em sorrir. Ter vergonha de sorrir ainda é a realidade para a maioria das 39 milhões de brasileiros que usam próteses dentárias no país. Destes, 1 em cada 5 tem entre 25 e 44 anos. Uma pesquisa realizada pela Edelman Insights revelou que a perda dentária é a segunda questão que mais afeta a qualidade de vida de brasileiros entre 45 e 70 anos, atrás apenas das dores no corpo.
O estudo “Percepções latino-americanas sobre perda de dentes e autoconfiança” ouviu 600 pessoas entre 45 e 70 anos em quatro países da América Latina, incluindo o Brasil, entre maio e junho deste ano, e constatou que as relações sociais, a autopercepção e a qualidade de vida são muito impactadas pela perda de dentes. Entre os brasileiros, os resultados mostram que 66% consideram que seu sorriso ficou pior, enquanto 54% se sentem menos confiantes para sorrir e gargalhar em público. Ainda, 42% dos entrevistados consideram não viver a vida ao máximo após a perda de dentes.
A pesquisa mostra também que o impacto no sorriso tem reflexos na autoestima. 38% dos entrevistados se sentem mais inseguros para ir a festas e eventos sociais; 52% consideram que a perda de dentes deixou a aparência do rosto pior; 43% dos respondentes afirmam que ficou mais difícil namorar e paquerar; e 21% dizem que a condição os impediu de fazer novos amigos.
Para preservar ou restabelecer a saúde dental uma das opções é a reabilitação oral, onde diversos tratamentos podem ser realizados visando melhorar a saúde e também a aparência do paciente, de acordo com cada caso.  “O principal objetivo da reabilitação oral é devolver a saúde bucal e a autoestima do paciente”, explica a dentista Andressa Hirle.

Para o paciente Anderson Rezende o tratamento foi fundamental para devolver sua autoestima. “Eu me sentia triste, envergonhado. Não sorria mais e tinha medo de conversar com as pessoas.  Depois do tratamento tudo mudou. A autoestima melhora 100%. Voltei a sorrir, a tirar fotos sorrindo. Agora quero mostrar meu sorriso pra todo mundo e me sinto mais seguro.”, disse Anderson que passou por tratamento de reabilitação oral.

A estrutura bucal é composta pelos dentes, gengiva e ossos. Quando alguma doença danifica algum desses elementos, a saúde fica abalada, sendo necessário um tratamento especializado. “São muitas as causas. A má higiene, por exemplo, pode ocasionar outros problemas de saúde que não envolvem apenas a boca, como endocardite bacteriana, bronquite, pneumonia, infarto e outros, já que as bactérias presentes na boca podem migrar através da corrente sanguínea e afetar outros órgãos”, explica Andressa.

Outra área afetada pela mastigação errada é a digestão, que pode ficar comprometida e causar problemas gastrointestinais. A falta de dentes pode interferir também na fala e na dicção. Outra causa comum é o bruxismo, que prejudica a estrutura bucal e pode chegar ao extremo de quebrar os dentes pela força exercida ao ranger ou apertar.

Veja algumas vantagens que a reabilitação oral traz ao paciente é:
  •  Recomposição do sorriso;
  •  Fim das dores e incômodos;
  •  Melhora da fala e da mastigação;
  •  Mais autoestima e confiança.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.