Leia após a publicidade

Foto: Euronews
Pelo menos 14 pessoas morreram nesta quinta-feira e 22 ficaram feridas na região do mar Morto, no oeste da Jordânia, por causa das fortes chuvas registradas ao longo do dia no país, informou o Departamento de Defesa Civil do país.

O número de mortos poderia aumentar devido ao número de desaparecidos, entre eles estudantes que estavam em um ônibus durante uma viagem escolar e que foi arrastado pela violência das inundações na região do mar Morto, disse a fonte em comunicado.

Além disso, disse que continuam os trabalhos de resgate para tirar do veículo os 43 alunos e professores que estavam no ônibus acidentados na região das termas de Al Zara, entre Wadi Mujib e Wadi Zerka, nas margens do mar Morto, afirmou a agência oficial de notícias "Petra".

A informação, além disso, diz que até o momento foram recuperados dez dos estudantes do ônibus escolar e que as fortes chuvas poderiam persistir.

Toda essa área é em sua maioria rochosa e se caracteriza pelos vários vales situados nas margens do mar Morto.

O primeiro-ministro jordaniano, Omar al Razaz, junto com outros responsáveis do Governo foram para a área afetada para supervisionar as operações de resgate da Defesa Civil e do Exército, segundo a agência, que acrescentou que o premiê visitou os desabrigados pelas chuvas internados no hospital de Al Shuna.

Com informações da AGÊNCIA EFE.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.