Leia após a publicidade

O Governo do Estado autorizou, nesta segunda-feira (22), a publicação do edital de licitação para a construção do Hospital Estadual Geral de Cariacica, onde serão ofertados 400 novos leitos à população capixaba. O Instituto de Obras Públicas do Estado do Espírito Santo (Iopes), responsável pela obra, fará a publicação nesta terça-feira (23). A autorização foi assinada no gabinete do governador Paulo Hartung e contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, e dos subsecretários de Estado da Saúde Fabiano Marily e Joanna Barros de Jaegher.



O valor do empreendimento é de aproximadamente R$ 280 milhões, sendo R$ 239.514.722,38 para obras e R$ 40 milhões para compra de equipamentos. A previsão é iniciar a obra no 1º semestre de 2019, com duração de quatro anos. Durante o período de construção do hospital, a estimativa é de abrir 1,2 mil vagas de empregos, sendo 400 diretos e 800 indiretos. As oportunidades serão para os cargos de auxiliar de obras, pedreiro, carpinteiro, bombeiro hidráulico, eletricista e encarregado de obra, dentre outras. 



Na solenidade, o governador Paulo Hartung comentou o avanço na área da Saúde e lamentou o excesso de burocracia no serviço público. “Não é uma obra simples, exige muita engenharia e complexidade. Tivemos parceria do segmento privado para realizarmos o projeto. É uma obra de grande porte. Agora, com o edital pronto, faremos a publicação no Diário Oficial. É um sonho. Toca minha alma de emoção. É uma alegria. Já temos uma base orçamentária assegurando os recursos para a obra nos próximos dois anos”.



O Hospital será construído pelo Governo do Estado às margens da Rodovia Leste-Oeste, no bairro Campo Belo, que liga a BR 262, no trecho de Cariacica, à Rodovia Darly Santos, em Vila Velha. Serão 37.976.67 mil metros quadrados de área construída. A edificação terá oito pavimentos e heliponto.



“O Hospital fica em Cariacica, mas vai atender, além deste município, toda a região de Vila Velha, Guarapari e o conjunto de municípios do Sul que também demandarem atendimento hospitalar. Esse é um hospital bastante grande, com 400 leitos, é um hospital similar ao Jayme, que é outro grande hospital que nós temos. Ele vai fazer atendimento de pronto-socorro, vai ter maternidade, e estamos criando leitos de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin) para fazer atendimento de gravidez de alto risco. Então, ele vai ampliar a oferta de serviços hospitalares”, informou o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira.



Oliveira explicou que, após a publicação do edital de licitação, será necessário aguardar aproximadamente quatro meses para que as empresas analisem o documento e façam suas propostas. “Como a obra é muito grande, com um projeto complexo, o prazo do edital é de 120 dias, porque as empresas precisam estudar detalhadamente o edital para fazer uma proposta coerente. Devido a este prazo, a próxima etapa já será administrada pelo próximo governo”, esclareceu o secretário.



A previsão é de que as obras comecem no primeiro semestre de 2019, e o secretário frisou que há recursos garantidos em caixa para o início da construção do hospital. “Esse hospital já conta com recursos para os próximos dois anos de obra, pelo menos. Recursos garantidos, recursos em caixa, de forma que isso não vai causar nenhum problema para o governo que está chegando. Esse é um trabalho de quatro anos. Nós estamos publicando o edital hoje porque só agora concluímos o processo, que é complexo, teve um projeto, teve discussão judicial com relação à empresa que ia fazer o gerenciamento da obra. É muito difícil, no setor público, construir um edital com esta complexidade, isso leva tempo. Foi um trabalho de quatro anos e que envolveu várias áreas de governo, o Iopes, a Sesa, a Procuradoria, então, estamos aqui muito satisfeitos de poder ter concluído a tempo, ainda no governo Paulo Hartung, que era uma promessa de campanha, inclusive do governador, construir este hospital”, concluiu o secretário de Estado da Saúde.



Perfil

O Hospital Estadual Geral de Cariacica será uma unidade de atendimento adulto e infantil, com serviço de maternidade e com pronto-socorro clínico e cirúrgico e terá 400 leitos no total. Contará com uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com 50 leitos e mais 30 leitos de cuidados semi-intensivos.

Terá ainda uma Unidade de Tratamento Intensivo Pediátrico (Utip) com 10 leitos, uma Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin) com 10 leitos, uma Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (Ucin) com 15 leitos e uma Maternidade com 40 leitos que será referência para gestação de alto risco e risco habitual. Além disso, o hospital terá 125 leitos de enfermaria, 120 de retaguarda para receber pacientes encaminhados de outros hospitais e um centro cirúrgico com seis salas de cirurgia.

O Hospital Estadual Geral de Cariacica contará com as seguintes especialidades: clínica médica, neurologia, nefrologia, cirurgia geral, maternidade, cirurgia de cabeça e pescoço e terá capacidade para realizar 8.200 atendimentos por mês, só no pronto-socorro.

O empreendimento será uma referência importante na arquitetura hospitalar sustentável no Brasil. Uma das marcas do projeto arquitetônico do hospital é a criação de espaços que integram o paciente com a natureza. Também são aspectos importantes a utilização de programas de eficiência energética, com coletores solares e outros equipamentos, reúso de água, controle de resíduos, destinação e controle de esgoto, além do sistema de climatização totalmente automatizado, com filtros especiais para os diferentes ambientes.

Perfil técnico

Área do Terreno                                                 35.842,00 m2

Área construída                                                  37.976,67m2

Valor estimado (obra + equipamentos)        R$ 280 milhões

Prazo de execução                                             48 meses

Publicação do edital da obra                           Outubro/2018

Previsão de início da obra                                1º Semestre/2019

Geração de empregos                                       1,2 mil (400 diretos)



Atendimento

Pronto-Socorro                             8.200 pessoas/mês

Diárias de UTI                               30.000 diárias/ano

Diárias de UTIN                            33.000 diárias/ano                                             

Maternidade                                22.000 diárias/ano

Clínicas                                          34.000 diárias/ano



Número de vagas de veículos: 382



O edifício é composto por:

1º pavimento (térreo): pronto-socorro, pronto atendimento, centro de diagnóstico, hospital dia e centro cirúrgico;

2º pavimento: maternidade, centro obstétrico, pronto atendimento obstétrico, entrada social do hospital e maternidade;

3º pavimento: UTI pediátrica e neonatal, internação pediátrica;

4º pavimento: administração, diretoria, centro de estudos, laboratórios, praça de convivência, infraestrutura predial;

5º e 6º pavimentos: UTI adulto;

7º e 8º pavimentos: internação.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.