Leia após a publicidade

O registro promete auxiliar na procura do pet em casos de desaparecimento e até mesmo em disputas de guarda do animal
 
"Topete", calopsita que já está na família da empresária Maria Laurinda, há cerca de um ano já pode ter um registro.
Que os pets já são parte da família, isso todo mundo já sabe. A novidade é que agora isso pode ser oficializado. Os cartórios de títulos e documentos do Brasil lançaram uma campanha nacional em 2017 para a emissão do “Identipet”.

O documento é uma espécie de registro de declaração de guarda de animais domésticos que promete auxiliar na procura do pet, em casos de fuga e desaparecimento, por exemplo, e até mesmo em disputas de guarda do animal em caso de separação de casais.

A empresária do ramo de eventos e recreação infantil, Maria Laurinda achou a ideia fantástica, já que agora "Topete", a calopsita da família pode ter seus dados registrados e em caso de perda a identificação é mais fácil. "Eu achei ótimo! Nós cuidamos dos nossos animaizinhos,que são como filhos e também queremos o bem deles. Acho muito útil, pois em caso de perda basta acessar os dados e podemos recuperá-los antes que algo de mais aconteça", disse.

Na identipet são encontradas todas as informações sobre o animal, como nome, cor, espécie, raça e até foto. Também são registrados os dados do guardião do animal.

“Não é um registro civil, não é o reconhecimento de que os animais são como pessoas. O documento serve para comprovar a identidade do bichinho e quem é o seu protetor. Ele é útil também para facilitar o transporte em viagens”, explica o Assessor da Presidência do Sinoreg- ES, Caio Ivanov.

Procure o Registro de Títulos e Documentos mais próximo e registre o documento de Guarda do seu animal!

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.